Dieta Low Carb

Olá amores! Tudo bem com vocês?

Começo de ano é sempre a mesma coisa né? Avaliamos os pontos positivos e negativos do ano que passou, fazemos uma listinha de metas ( viram o Stories lá no @Doutorakamila, sobre metas? posso fazer por escrito também, se vocês quiserem!), e sempre colocamos coisas como cuidar mais da saúde, perder peso, fazer mais atividade física né? Pensando nisso nosso post de hoje é sobre dieta e não poderia começar por outra, já que a Low Carb virou moda, então, vamos começar do começo.

 

O que é uma dieta Low Carb?

Primeiro eu preciso te explicar o que explico para TODOS os pacientes do consultório.

Existem três macronutrientes que são os carboidratos, as gorduras e as proteínas. Cada macronutriente tem seu papel no funcionamento do nosso organismo, sendo assim, uma dieta saudável deve conter os três! ( PORTANTO, N˜AO EXISTE ISSO DE CORTAR GORDURA OU CORTAR CARBOIDRATO, FOR FAVOR!)

A proporção de cada macronutriente na SUA dieta vai depender de vários fatores, como por exemplo seu objetivo ( emagrecimento ou ganho de massa), doenças de base que você ja apresenta (diebetes, hipertensão, hipotireoidismo, insuficiência renal), sua atividade física e etc. Além disso ainda podemos alternar as proporções por períodos, que podem ser muito curtos como dias, ou bem longos como várias semanas, fazendo o seu corpo ter que correr atras de uma nova adaptação.

Quando vou colher a história alimentar de um paciente  no consultório geralmente escuto coisas como:

  • café da manhã: dois pães de sal com margarina e café com açúcar (quando estão de dieta trocam os pães por torradas ou pão integral)
  • lanche da manhã: club social com mais café com açúcar (quando estão de dieta trocam por uma fruta ou barrinha de cereal)
  • Almoço: arroz, feijão, salada de batata, farofa e um pedacinho de carne (eles sempre frisam que é só um pedacinho e que é sem gordura) geralmente com um suco de laranja com açúcar e sobremesa.
  • Lanche da tarde: igual ao café da manhã
  • Jantar: ou é igual ao almoço ou escuto um “é no jantar que o bicho pega, doutora, porque ai eu sempre como pizza, ou hamburguer ou tomo uma cerveja com os amigos”.

Esse tipo de descrição parece familiar para vocês? porque é o que eu mais escuto na minha rotina!

O problema desse paciente não está só no jantar como ele pensa, e as vezes, nem na quantidade de calorias que ele come, muitas vezes o problema está em um desequilibrio dos macronutrientes! Ele come carboidrato o dia todo e na maioria das vezes refinado e de alto índice glicêmico, ou seja, essa pessoa ativa insulina o dia todo!

Tem gente que fica muito bem ativando insulina o dia todo! Não tem ganho de peso, não tem exames alterados, são pessoas privilegiadas que realmente podem comer o que quiserem. Mas isso não se aplica a todo mundo, e arrisco dizer, que nem a maioria das pessoas.

Quando falamos de dieta Low Carb estamos falando então de uma de uma redução na quantidade de carboidratos, uma quantidade de proteína adequada ( repare bem, eu disse adequada, dieta Low Carb não é necessariamente uma dieta hipertroteica) e um aumento na quantidade de gorduras boas!

Adianta diminuir os carboidratos e se entupir de gorduras e proteínas? Não!!

Adianta aumentar as gorduras boas e continuar ingerindo carboidratos em grandes quantidades? Não!!

Tudo é equilíbrio e esse equilíbrio tem que ser pensado e calculado de acordo com a individualidade de cada pessoa.

Uma dieta com menos de 50% dos macronutrientes destinados a carboidratos, já é uma dieta Low Carb! Então, da pra fazer sim Low Carb comendo carboidratos, e é bom que isso aconteça na maior parte do tempo!

prato-saudavel-612x330

 

Low Carb serve para todo mundo?

Já disse isso aqui uma vez,  na medicina não existe “todo”, “sempre”, “nunca”.

Procure sempre a ajuda de um profissional, deixe que ele te avalie, avalie seus exames e seus objetivos e decida qual será o caminho a ser seguido durante aquele período!

daf2c4cf529ed05e868fb2bac1cf9423_700

Low Carb é sempre Paleo?

Não! da pra fazer Low Carb colocando um monte de industrializado, mas, por mais que o objetivo seja emagrecimento, saúde vem sempre em primeiro lugar, então nada mais correto que começar a trocar a base da sua alimentação para alimentos de verdade, descascando mais e desembrulhando menos.

E vamos analisar aquele exemplo de (má) alimentação que falei que escuto muito no consultório, se essa pessoa tirar esses pães, biscoitos, sobremesa, açúcar de cada cafézinho e suco, o arroz em excesso, a farofa, e substituir por escolhas saudáveis como ovos, legumes, verduras, hortaliças, frutas, carnes, raizes como batata doce, mandioca, ela vai estar sendo muito mais saudável e provavelmente vai estar comendo menos carboidrato do que come agora?!

cobb_salad

E a cetose?

A cetose é um processo no nosso corpo que ocorre quando a quantidade de carboidratos da dieta é muito baixa. Se você pesquisar, vai encontrar que a cetose ocorre quando a ingestão de carboidratos é de cerca de 20g ao dia por alguns dias, porém esse número não é fixo! dependendo do seu organismo você chega em cetose com quantidades maiores de carboidratos.

Eu vou fazer um post a parte explicando só sobre cetose, pois é um assunto longo! O que você precisa saber por enquanto é que ela é uma estratégia nutricional, e como tal não se aplica para todo mundo nem para todos os objetivos e você precisa saber tambem que você não precisa estar em cetose para emagrecer!

Advantages-of-eating-healthy-food-2

O que comer em uma Dieta Low Carb?

Se você é uma pessoa saudável, sem comorbidades, coma comida de verdade seguindo essas dicas aqui!

Priorize legumes, verduras, hortaliças ( essa tem que ser a base da sua alimentação)

Coma raizes como batata doce, batata baroa, mandioca, mandioquinha. ( cuidado para não exagerar se você pretende emagrecer!)

Coma proteínas : ovos, carne de boi, porco, frango, peixes e frutos do mar. Se você diminuiu a quantidade total de carboidratos da dieta, você pode sim comer a gordura presente naturalmente no corte da carne que você escolher!

Use gorduras boas para preparar seus alimentos como azeite, manteiga, banha de porco, óleo de coco.

Coma frutas, mas evite sucos! Veja bem, comer 1 laranja com bagaço é muito diferente de tomar 1 copo de suco que foi feito com 5 laranjas!

Você pode priorizar frutas mais gordurosas como abacate e coco, que além de gostosas dão saciedade, ou pode consumir frutas com pouco carboidrato como morango, limão, kiwi!

receitas-mandioca-pratos-elaborados-1024x683

Todas essas fotos do post eu roubei do google mesmo, mas todas são ótimos exemplos de como uma refeição pode ser gostosa com comida de verdade e Low Carb também!

Espero ter ajudado vocês!

Beijos amores!

Dra. Kamila Teles

Represa de Guarapiranga

Morar em São Paulo é maravilhoso, porém a rotina de trabalho e estudos ás vezes sufoca muito.

Sinto muita falta de fazer atividades ao ar livre como fazia no Rio! Sempre que posso tento procurar alguma atividade diferente para fugir da rotina na terra da garoa. Como sei que não estou sozinha nisso, resolvi postar as minhas descobertas.

A primeira que vou postar aqui foi a minha descoberta mais recente!

Tem como fazer Stand up paddle dentro da cidade de São Paulo!!! Eu amo fazer SUP! Acho uma paz ficar em silêncio no meio da àgua, meditando, em contato com a natureza.

Apesar da represa ficar dentro da cidade, a sensação que você tem é de que viajou para outro lugar… paz tranquilidade e natureza distante apenas uns 40 min de carro.

Eu fui na Tempo Wind & Sup Club um lugar super agradável que tem além do aluguel de pranchas, oferece aulas de Wind surf, Sup e wake! Você pode chegar lá parando seu carro no começo da represa e pagando a travessia, ou indo de carro mesmo até o outro lado, dando a volta. O lugar é super bonitinho e organizado, bom para levar a família.

O aluguel é feito pela hora da prancha, pagamento à vista ou débito, tem que usar colete salva vidas e é legal você levar um cadeado para colocar suas coisas no armário, caso você vá sozinho.

DCIM180GOPRODCIM180GOPRO

Lindo né?

Nem parece São Paulo… rs

Beijos amores!!

África do Sul

Algumas pessoas me mandaram direct com dúvidas e pedindo dicas da minha viagem para a África do Sul… achei mais fácil reunir tudo em um post só!

Espero ajudar vocês e incentivar os indecisos! É um país incrível, rico culturalmente que tenho certeza que vocês vão se apaixonar, assim como eu me apaixonei.

Já adianto que não fiz muita coisa e quero voltar!

 

Se você tem viagem marcada para Cape Town e está com preconceito e esperando encontrar isto….

Captura de Tela 2017-12-20 às 12.13.44

Foto feita no Sudão em 1993 por Kevin Carter, ganhadora de vários prêmios importantes de fotografia. Kevin era Sul Africano e se suicidou alguns anos depois.

 

Esteja preparado para encontrar isto….

IMG_3211

Essa foto é minha mesmo! Mirante Dona Marta, feita em 2015

Sério, Cape Town lembra MUITO o Rio! Vai ser difícil você não se apaixonar.

 

Antes de viajar…

 

  • você precisa de passaporte com validade até de 1 mês da data de retorno.

( isso me gerou minutos de tensão pois eu já tinha comprado a passagem quando percebi que meu passaporte estava perto de vencer. Muitos países exigem 6 meses da data de retorno, se fosse o caso da África do Sul eu não poderia ir.)

  • se você vai ficar até 90 dias, você não precisa de visto.
  • Vacina de febre amarela com certificado internacional de vacinação. Essa foi outra novela… os horários dos sites estão errados, as informações desencontradas. Vamos lá! Existem locais que você pode vacinar e tirar o certificado junto. Você tem que se vacinar pelo menos 10 dias antes da data do embarque. De preferência agende isso com antecedência. Se você entrar no site vai ver que a fila de espera é de aproximadamente 2 a 3 meses. Mas CALMA. Se você foi vacinado (em unidade publica ou particular) nos últimos 10 anos ( a moça que me atendeu disse que agora não existe mais essa validade), você pode ser atendido sem hora marcada no posto da ANVISA, sem agendamento, apresentando a sua passagem comprada.
  • Carteira de Motorista Internacional. Você não precisa dela para alugar um carro, nem é obrigatória para dirigir por lá, porem se um guarda te parar ele pode arrumar confusão. Entre no site do DETRAN, confira se sua carteira esta em situação regular, pague uma taxinha e agende. Eu não fiz pois tinha que ir ao Rio e não deu tempo, mas recomendo que você faça.
  • A moeda deles é o Zar Rand ( eles chamam só de Rand). A conta é simples, 1 real é aproximadamente 4 rands. Troque com antecedência, tem casa de cambio on line, que entrega em casa, a cotação fica BEM melhor. Obvio que não fiz isso porque não faço nada com antecedência, mas fica a dica.
  • Energia: 220v
  • Tomadas: a tomada oficial deles é uma de três pinos, grossos e redondos, mas em 99% dos lugares você vai encontrar uma entradinha para nossas antigas duas bolinhas fininhas… se você tem alguma coisa com os três pinos redondos brasileiro, vai precisar de um adaptador para os dois pinos redondos antigos. No Kruger e no nos aeroportos eu tive que usar adaptador para a tomada deles, mas foi super fácil de achar para comprar.

 

Arrumando as malas…

As regras de bagagem mudaram.

Antes para viagens internacionais você tinha direito a 2 malas de 32 kg e uma mala de mão de 5kg. Eles reduziram bastante isso, prometendo passagens mais baratas, ou seja, ficamos sem bagagem e sem as passagens baratas.

Pensa numa mala difícil de fazer… acompanhamos o clima de Capo Town vários dias antes de embarcar, e o clima la é doido MESMO. Nessa época (fomos do dia 13/11 ao dia 01/12) as temperaturas variaram entre 13 e 30 graus.

Agora temos direito a 2 malas de 23kg e uma mala de mão de 10 kg. Porem se você for fazer algum voo interno, você só poderá levar uma mala de 20 kg.

Como fomos pra Joanesburgo, tivemos que sair do Brasil com uma mala de 20 kg.

Com isso eu realmente indico que se você for visitar Stellenbosch ( região das famosas vinícolas), que você deixe essa parte como ultima coisa da sua viagem, pois os vinhos lá são absurdamente mais baratos que em Cape Town ( onde já são baratos) e você não vai ter que se preocupar com o peso da bagagem.

 

O que você deve colocar na mala…

 

Um casaco corta vento ( desses de trilha que você enrola e fica pequenininho)

Uma botinha / tênis de trilha

Tênis e roupa de academia ( você vai precisar se for subir a Lions ou fazer voo livre)

As praias de Cape Town são lindas, porem bem mais geladas que Arraial do Cabo, mas você pode querer mergulhar com tubarões (atração comum por lá), então é bom levar roupa de banho.

 

Roteiro…

 

Ao todo foram 17 dias de viagem, e eu não fiz muita coisa. Não se iluda! É muita coisa incrível para conhecer, não vai dar tempo. Pra fazer tudo que eu queria eu acho que precisaria de uns 30 dias.

Nós andamos muito de um lugar pra outro, vou colocar o que fizemos e o que eu faria se fosse de novo.

Pegamos um voo Rio ( onde as minhas amigas embarcaram) – Escala em SP ( onde eu entrei) – Conexão de 2h de Luanda – Cape Town, pela TAAG Angola.

Avião espaçoso, silencioso, grande, na ida achei os comissários beeeeeeem grossos, mas os da volta eram fofos.

Luanda tem um aeroporto pequeno, queeeeeeente, desconfortável, o free shop não aceita cartões, as lanchonetes não aceitam Rands e algumas aceitam só Visa. Não tem wifi grátis e o banheiro tem fila, ou seja…. evite.

Saindo do desembarque do aeroporto de Cape Town, a sua direita vai ter uma loja da Vodacon. Desapegue e compre logo os seus 5gb de internet. Você vai comprar 2g e vai ter que comprar mais, então desapega logo. (desative os aplicativos para consumo de dados em segundo plano, isso ajuda bastante a economizar).

O Uber não para em qualquer lugar no aeroporto, ele para dentro do parkege 2, e isso não é sinalizado como no Santos Dumont ou em Guarulhos.

A primeira semana ficamos hospedadas em um no Atlantic Backpakers Hostel. Foi a segunda vez que fiquei em um Hostel… fechamos um quarto só pra gente, com banheiro privativo. Com direito a café da manha que era sempre 1 ovo cozido, iogurte com granola e salada de frutas, um bolinho ou panqueca. Pão, café, suco e agua saborizada eram a vontade. O hostel era bem organizado, limpo, animado, tinha sempre programação e opção de passeios. Fizemos alguns amigos que nos acompanharam em algumas programações e foi ótimo! Tinha muito brasileiro!

Cape Town é uma cidade MUITO parecida com o Rio. s2

A maioria das coisas que programamos era ao ar livre e dependia do tempo instável da cidade, isso pode atrapalhar um pouco sua viagem, por isso reserve dias a mais!

Vou contar um pouco do que fizemos por lá

  • Signal Hill : sabe o Parque da Cidade em Niterói? Então, mesmo esquema! Uma montanha que você sobe de carro, que as pessoas ficam sentadas na rampa de voo livre para ver o por do sol, que é incrível. Leve seu vinho e um casaco.

IMG_3596 cópia

  • Trilha da Lions Head… metade é trilha, mas tem uma parte de escalada, leve agua e alguma coisa pra comer. Uma das minhas amigas teve hipoglicemia na volta e não foi nada legal descer uma trilha pesada carregando ela. O visual compensa qualquer esforço, juro.

IMG_3826 cópia

  • Table Montain… subimos e descemos de bondinho ( o chão do bondinho roda, então você não precisa se estapear por um lugar no vidro, você vai ter visão 360). Lá em cima é tipo o pão de açúcar. Tem restaurante, banheiro, lanchonete. Foi o por do sol mais lindo da minha vida. Muito emocionante ( literalmente, chorei igual criança). Compre seu ingresso do bondinho com antecedência, ele vale por uma semana. O funcionamento do bondinho depende do tempo. As vezes o dia esta lindo, o céu azul, mas se estiver ventando um pouco mais, ele não vai funcionar.

table1

  • Jardim Botânico Kirstenbosch… uma mistura do jardim botânico do Rio com o Quinta da Boa vista ( tô falando, parece muito o Rio). Aos domingos no verão, no sunset tem show, com ingresso a parte. Chegue cedo pra aproveitar. Não tente achar o monumento “esqueleto de George”, pois não é um monumento, é uma das trilhas mais pesadas para a Table Montain…. kkkkk
jardim botanico1

Table Montain ao fundo…

jardimbotanico2

Ownnnn… não parece uma pintura?

  • Free walk Tour: todos os dias da praça do Green Market (uma pracinha no centro com uma feirinha de artesanato superfaturado, não compre lembrancinhas lá!) sai dois passeios. Um de manhã e um no início da tarde, com guia, pelo centro. É de graça no sentido de não ter um preço fixo, mas você da Tips ao final. O passeio da manhã é mais pela parte histórica e o da tarde passa por Bo Kaap ( o bairro das casinhas coloridas de Cape Town).
IMG_3363 cópia

Bo Kaap

  • Waterfront: um píer, com bares a céu aberto e shopping (compre artesanato nas lojas do shopping, infinitamente mais barato). Você não precisa separar um dia pra ir lá, você vai acabar parando la todos os dias… seja pra comer alguma coisa, beber, supermercado e etc. De lá sai o passeio para a Robin Island. La tem uma roda gigante pequena mas que da uma vista bonita da cidade. Fica próximo ao estádio de futebol. La você também pode fechar passeios. De lá você também aluga bicicletas, fizemos isso quando fomos de lá de bike ate Camps Bay… é um passeio bonito, fiquei com medo porque não sei andar de bike direito, mas valeu a pena.

IMG_3322

IMG_3388 cópia

Roda Gigante

  • Old Biscuit Mill: uma feira que acontece no bairro de Woodstock aos sábados. Comida, artesanato, vinhos, tudo bem turístico. Mas vale a visita.

millmilll2

  • Sunset Beach: fica do outro lado da cidade, uma praia com uma vista linda pra Table, Signal e Lions, e um sunset de tirar o fôlego. A praia não é movimentada, sem infra estrutura, venta muito e por isso atrai muitos praticantes de kite surf. A vista vale a pena.

 

sunsetbeach

 

  • Cabo da Boa Esperança: ele não fica dentro da cidade, você vai ter que pegar estrada… minha dica é, saia cedo, no caminho você vai passar por Muizemberg, já para lá e já tira a foto nas casinhas coloridas da praia. Nós ficamos uma noite lá mas foi desnecessário, não tem muito o que fazer.
IMG_4714.jpg

Muizemberg

 

De lá pare na Boulders Beach ( a famosa praia dos pinguins!) São muitos e muito lindos, da vontade de roubar um casal pra colocar enfeitando a geladeira de casa, eu amei, e em seguida vá para o Cabo.

IMG_4518

IMG_6606

Quando você entrar no parque do Cabo, você verá uma bifurcação. Uma leva ao cabo mesmo e outra leva a parte do restaurante e do farol.

Vá para o Cabo, tire foto na plaquinha de madeira com as coordenadas, suba ate o alto da montanha ( a direita) depois desça ate a metade e faça a trilha para a esquerda. Você pode descer ate a praia do Bartolomeu Dias ( não fiz isso e me arrependo). Se você seguir a trilha você vai chegar na parte do restaurante. ( o problema é que você deixou o carro do outro lado e voltar pela trilha mais a noite pode não ser legal então, volte ,pegue o carro e vá para o restaurante de carro. O restaurante é ótimo, por sinal. Nessa parte você tem a opção de subir de trem ou de trilha ( fiz a trilha) até o farol novo. Para ir ao farol velho tem outra trilha que demora 1:30 min. Por isso é legal chegar cedo no cabo, pra dar tempo de fazer tudo. La fecha as 17 h e não deu tempo de fazer essa trilha pro farol velho. Fica pra próxima.

IMG_4675.

Depois do Cabo nós retornamos pra Cape Town e no dia seguinte pegamos estrada para Stellenbosch. Eu não recomendo isso porque há saídas pra Stellenbosch durante a volta para Cape, então se eu fizesse de novo, eu já dormiria em Stellenbosch depois do Cabo.

  • Stellenbosch:

Lugar famoso por suas vinícolas. O vinhos da África do Sul são deliciosos, pra quem ama vinho como eu, é um parque de diversão.

Uma coisa que você precisa saber: as vinícolas abrem por volta das 10 da manhã e fecham por volta de 17h, mas a partir de 15:30 dificilmente você encontrará alguma com cozinha aberta. Vou colocar aqui uma resenha breve das vinícolas que visitei e a nota que dei pros vinhos, lembrando que gosto é pessoal e que eu amo vinhos tintos, encorpados, persistentes, cheios de taninos e intensos.

OBS: Os vinhos com ***** foram os meu preferidos que eu marquei na minha listinha pra trazer pro Brasil!

Spier

Adorei essa degustação pois foi a que tinha mais vinhos. E eu amei varios. Nao costume gostar de vinho branco, mas esse segundo me deixou apaixonada. Não achei dele pra comprar depois

  1. Creative block 2 (Blanc) 2/5
  2. 21 gables Souvignon Blanc 4/5****
  3. Creative block 3 (shiraz)4/5****
  4. Creative block 5 (Cabernet Souvignon + Malbec ) 3/5
  5. 21 gables  4/5******
  6. Frans k smit red 2012 3/5

 

Jordan

Achei essa sem graça. Na verdade fomos para nela na esperança que restaurante estivesse aberto, mas não estava.

  1. Black Magic Merlot 3/5
  2. The Prospector Syrah 3/5
  3. The Long Fuse Cabernet Sauvignon 2/5

 

Delaire

Linda e chic! Vale a visita. O dono dela é dono de parte da extração de diamantes da África do Sul. Tem spa, um restaurante com fila de reserva de 3 meses, heliporto, loja de jóias ( com muitos diamantes, claro). Você pode se hospedar lá. Fizemos as contas… uma diária lá custa 16 mil rends, uma bagatela de 4 mil reais, porém não por pessoa, e sim por apartamento, e o apartamento tem 2 quartos com cama de casal, ou seja, sai 1 mil reais por pessoa a diária, com todos os serviços do spa, todas as refeições e vinho à vontade. Caro, porem não impossível. Lá você pode fazer um passeio com carrinho de golf para conhecer a vinícola.

  1. Delaire Graff Shiraz 3/5
  2. Delaire Graff Merlot 3/5
  3. Delaire Graff Botmaskop 3/5
IMG_4997

Nosso guia fofo e simpático na Delaire

Tokara

Linda e arrumada também, tem uma varanda de vidro bem bonita e muitas roseiras ao lado da plantação. 100 rends ( cerca de 25 reais ) a degustação e eles te dão a taça de brinde.

  1. Directors reserve white 3,5/5
  2. Limited release Grenache 3/5
  3. Limited release Pinotage 3/5
  4. Directors reserve 2013 3,5/5
tokara

Videiras e roseiras na Tokara. Eu sei, minha meia estava rasgada… mas eu estava feliz demais para me preocupar com isso….

Waterford

Essa é bem bonita também mas são só três vinhos pra degustar com chocolate sendo que o ultimo é extremamente doce. Essa vale o passeio pois tem uma visita guiada na parte da produção. Bem legal!

  1. Kevin Arnold Shiraz 3/5
  2. Waterford Estate Cabernet Sauvignon 3,5/5
  3. Último, muito doce, não tomei

 

Depois de toda essa maratona nós pegamos voo para Joanesburgo e de lá alugamos um carro e fomos para Hazyview, que é a cidade mais próxima da entrada do acampamento que ficamos no Kruger. São 400km de distância, mas as estradas da África do Sul são ótimas, duplicadas, sinalizadas, com limite de velocidade de 120km/h na maior parte.

O lugar que nos hospedamos era um condomínio/ club com campos de golf. Alugamos uma casa lá por 2 noites. Esse condomínio era bem bonito, tinha uma reserva de hipopótamos e um restaurante bom. Nossa casa tinha 3 quartos, confortáveis porem o wifi era limitado a 2g por dia. Pra 5 pessoas é muito pouco.

 

Panorama Route

 

De Hazyview fizemos a Panorama Route e valeu muito a pena. Cada cenário lindo. Mais uma vez, saia cedo. As paradas são sinalizadas, são organizadinhas, mas fecham as 17h, tem estacionamento e barraquinhas com artesanato. Parte da estrada tem MUITO buraco, cuidado.

 

IMG_5546 cópia

The Pinnacle

IMG_5549 cópia

God’s Window

IMG_5690 cópia

Bourke’s Luck Potholes

IMG_5772-Recuperado

Three Rondavels

Kruger

 

O Kruger é um capítulo a parte….

Acho que demorei tanto para escrever o post porque tenho evitado de ver as fotos.

O Kruger é uma grande reserva ambiental. Dentro do parque você tem diversos hotéis / acampamentos, com estruturas e preços variados. O parque é cortado por estradas asfaltadas com limite de velocidade de 50km/h. O parque existe não para te entreter, e sim para preservar os animais. Você é apenas um coadjuvante. Os animais ficam soltos, livres, você não pode sair do carro ou colocar qualquer parte do corpo para fora, mas pode abrir os vidros. Vale muito a pena ter um carro, pois nas horas que você não estiver fazendo passeio guiado, você pode ficar rodando por lá procurando os Big Five.

Decidimos fazer dessa parte da viagem a mais roots. Ficamos acampadas.

As tendas tinham paredes de lonas mas portas de madeira. Tinham geladeira e armário e na frente de cada uma tinha uma varandinha com mesa , cadeira e uma churrasqueira, tudo bem simples. Nosso banheiro era compartilhado, mas estava sempre limpinho.

O único problema disso foi que haviam ratos, e eles entraram no quarto das meninas, e apenas por esse motivo não aconselho o acampamento. Não creio que o problema seja a tenda em si, já que os ratos entraram por baixo da porta.

O nosso acampamento apesar de simples tinha a melhor estrutura, com posto médico, restaurante, café, posto de gasolina e loja / mercadinho.

Reservei 3 passeios. Safari no sunset, safari no sunrise, e um safari a pé.

IMG_7021

IMG_7385IMG_7590 cópia

IMG_7284 cópia

O nascer do sol na savana é algo inexplicável…

IMG_7490

De dia estava muito quente, mas de manhã cedo e final da tarde fez muito frio. As pessoas costumam fazer o safari levando junto a coberta dos quartos ( todo mundo faz isso).

O safari a pé é incrível. Você e mais 7 pessoas se embrenhando na savana com o nascer do sol, acompanhados de 2 guias portando rifles velhos. É muito emocionante ouvir os bichos, seguir pegadas, ver eles de pertinho sem estar no carro. Integração total com a natureza. Experiência única que vou guardar pra sempre e que espero repetir outras vezes.

IMG_6159

Suja, descabelada, mas muito feliz!

É sério, eu poderia viver no Kruger, inclusive ja andei pesquisando e existe a possibilidade de trabalhar lá como intercambista durante algumas semanas. A paz do lugar é algo indescritível.

Saímos do Kruger e voltamos para Cape Town. Dessa vez nos hospedamos no Mojo, um hotel super moderninho, com uma decoração lindinha. Nosso quarto tinha um pé direito enorme, janelas de vidro também enormes com um mesanino. o  wifi é ótimo e no térreo do hotel é o Mojo Market, um galpão com vários quiosques com lojinhas, diversas opções de comida e alguns bares! O clima é ótimo, jovem e animado. Desvantagens… lá não tem café da manhã, o hotel não tem garagem e fica em uma rua movimentada e barulhenta, além disso, decidiram fazer uma obra as 7h da manhã.

Restaurantes / Bares

Reserve tudo com antecedência! vários restaurantes só funcionam com reserva!

  •  Mama Africa

    Super tradicional! minha dica é que você peça o prato com espetinho de carnes exóticas de entrada e um prato principal. Eu amei todas as carnes foi isso não foi unanimidade na mesa.  ( atendimento apenas com reserva)

 

  • Asoka

    Ambiente escurinho, com plantas, velas e Budas, mais perfeito impossível. arrisco a dizer que comi la uma das melhores carnes da minha vida, mas as porções são pequenas. A carta de vinhos é ótima.  ( atendimento apenas com reserva)

 

Pra quem é do rio… uma mistura de Bar da Praia com Riba, com um clima de pós praia tipo Belmonte do Leblon. Pra quem é de São Paulo é um Aragon com clima mais descontraído, praia do outro lado da rua e um por do sol incrível.

IMG_6904

Por do Sol do Cafe Caprice. Foto do meu amigo @Guilhermelfv

Acho que me matam se eu não colocar esse na lista. Eu achei gostoso, porem nada demais. Tipo um Outback! E também é franquia!

 

Se você quer jacar, por favor, apenas vá nesse lugar e saboreie cada caloria. Que hamburguer bom! A batata frita com cheddar e jalapenos vale cada caloria. Tambem é uma rede e você encontra em cada esquina.

 

Gosta de café? então você precisa ir neste lugar! Com uma decoração pirotesca que inclui a roupa dos garçons, que por sinal são SUPER simpáticos, e uma variedade de grãos… Eles moem e torram o café lá, então já deu pra imaginar o cheiro maravilhoso que tem esse lugar! Com certeza vale a visita!

 

Lista dos lugares que nos Hospedamos

 

Wi-fi 5/5

Acomodação 5/5

Tem estacionamento, ficamos em quarto privativo com banheiro, café da manhã bom.

 

Wi-fi 3/5

Acomodação 5/5

Tem estacionamento, ficamos em quarto privativo com banheiro, café da manhã bom.

 

Wi-fi 5/5

Acomodação 5/5 ( A acomodação mais chic da viagem!!)

Apartamento com 3 suites, lareira, varanda, cozinha super equipada com uma gaveta cheia de temperos, deu até vontade de cozinhar! Banheiros com shampoo, condicionador, hidratante, toalhas felpudas, dobradas com o maior carinho. Ao lado das camas, no criado mudo, a dona, uma senhora super simpática, deixou garrafinhas de agua e chocolates.

Tem estacionamento, fica super bem localizado, bem no centro de Stellenboch.

 

Wi-fi 3/5 ( tem limite de 2g por dia, pra 5 pessoas obviamente isso é muito pouco)

Acomodação 5/5

O clube de golf que eu falei! Alugamos uma casa com 3 quartos, 2 banheiros e varanda. O condomínio tem restaurante com uma comida gostosa e um preço bom. Nesse tem uma reserva de hipopótamos! Muito lindo, da pra ficar pertinho deles.

IMG_6901 cópia

Simples e barato, mas as meninas tiveram o problema com os ratos. Fechamos la também nossos passeios. O 4g funciona perfeitamente.

Eles falam que tem Wi-Fi no restaurante mas ele não funcionou em momento nenhum.

 

  • Mojo – Cape Town

O moderninho com Wi-Fi mara! Nota 5/5

Mas não esqueçam que ele não tem café da manhã ( mas tem uma cozinha simples no quarto também).

 

Aplicativos mais úteis da viagem…

 

  • Uber

Por motivos óbvios…

  • Maps.me

Conhecem esse aplicativos? Eu não conhecia! é um aplicativo de GPS ótimo que você carrega o mapa do país e ele traça rotas sem precisar de sinal! ótimo para quem não quer comprar dados quando viaja.

  • Instagram

Conheci pessoas, recebi dicas de amigos sobre vinhos, vinícolas, restaurantes, ajudei quem estava com viagem marcada. Nunca tinha feito uma viagem postando muito assim e adorei a interação!

 

Espero ter despertado em vocês a vontade de conhecer esse lugar incrível. Conheci várias pessoas viajando sozinhas, inclusive mulheres, então não tem desculpa!

Beijos amores!!

 

 

Conace – 1˚ Congresso Nacional da Corrida do Emagrecimento

Oie!

Esse mês teremos muitas novidades, dentre elas o CONACE!

Lembram que eu prometi falar mais do estudo PURE?

Então, eu fui convidada a palestrar no CONACE, um congresso inteiramente on-line e gratuito que vai ocorrer dos dias 2 a 8 de outubro!

Como o estudo tinha acabado de sair, esse foi o tema que escolhi para minha palestra, que gravei com muito carinho pra vocês!

IMG_1801

 

O mais legal é contar para vocês de onde surgiu a ideia do congresso…

A Tamiles Machado, mora no Rio, e estava acima do peso. Há 10 meses, suas amigas fizeram uma aposta de que ela não conseguiria emagrecer. Ela não só conseguiu emagrecer, como começou a motivar sua comunidade e hoje o pátio da igreja do bairro está pequeno para todas elas se exercitarem.

Assim elas tiveram a idéia de reunir especialistas para falar sobre emagrecimento e motivar não só a comunidade como pessoas de todo Brasil!

Eu me encantei com a história ( adoro histórias ) e fiquei muito feliz de participar e contribuir com o projeto!

Convido vocês a se inscreverem no Link abaixo e participarem das palestras!

www.corridadoemagrecimento.com.br/?ref=J6592352I&_ga=2.90515032.316609695.1506901733-1832232499.1503168615

A minha palestra será no dia 04/10 as 10:00h!!

Depois quero saber a opinião de vocês!

Beijos!!

 

 

 

Matéria na Revista Dieta Já

Olá amores, tudo bem?

Saiu na edição 268 da Revista Dieta Já uma matéria comigo ( !!!!!! ) ( =DD ) , em que eu explico tudo sobre a Dieta Paleolítica!

A matéria ainda não está disponível on-line, mas eu tirei foto da revista pra vocês. =D

 

IMG_1684IMG_1685

Tem mais coisas na matéria, inclusive uma sugestão de cardápio montado por uma Nutri!

Espero que vocês leiam a matéria toda e gostem! Fiz com carinho!

Beijos!!

 

Dra. Kamila Teles

 

Obs: Essas informações não servem como consulta médica.

Procure seu médico para orientações específicas.

 

Listinha dos Iogurtes

 

Olá!

Quem já passou por consulta comigo já sabe ler rótulos, porque eu já ensinei!

Mas mesmo assim vocês sempre me perguntam quais Iogurtes mais saudáveis.

Acho que por ser prático de levar como lanchinho ou por ser uma outra opção de café da manhã, vocês acabam me cobrando.

Enfim montei a listinha pra facilitar vocês!!

Lembrando que vale sempre as máximas:

 

1 – Priorize alimentos de verdade

2 – No caso de consumir alimentos industrializados, LEIA A LISTA DE INGREDIENTES

3 – Quanto menos ingredientes melhor

4 – Tente evitar os que tenham nomes muito complicados

 

Mas sem neuroses, né?

 

Captura de Tela 2017-09-04 às 10.08.58

Captura de Tela 2017-09-04 às 10.16.49

 

Captura de Tela 2017-09-04 às 10.23.22

 

Captura de Tela 2017-09-04 às 10.32.03

 

Captura de Tela 2017-09-04 às 10.35.57

 

Esse daqui, apesar de não ter nada falando de grãos na lista de ingredientes e de na parte da frente frisar que só tem dois componentes, tem glúten e cevada… isso geralmente ocorre quando o alimento é feito no mesmo local onde é produzido outros alimentos que tenham glúten e cevada. Alérgicos devem prestar atenção nesses detalhes. Estou colocando ele aqui, mas assim, tem opções melhores, né?!

Captura de Tela 2017-09-04 às 10.39.32

Já a versão desnatada, não tem nada falando a respeito… Vai entender, né?!

Captura de Tela 2017-09-04 às 10.47.21

 

E agora, os queridinhos… S2

Captura de Tela 2017-09-04 às 10.53.43

 

Captura de Tela 2017-09-04 às 10.59.17

Como vocês podem perceber, nenhum deles tem sabor…

Mas você pode acrescentar frutas ( a fruta depende do seu plano alimentar ).

Eu gosto de adicionar Whey ou Cacau em pó.

Captura de Tela 2017-09-04 às 11.04.10

Uma coisa legal para você ter em casa é isso daqui…

Isso nada mais é que um Whey em forma de bolinhas crocantes, sem sabor.

Pra que ele serve? só pra adicionar uma dose de proteína e crocância nas suas refeições!

Você precisa ter um desse em casa? Não mesmo!!

Confesso que se visse isso na prateleira JAMAIS compraria, pensando apenas nas proteínas eu ja tenho os meus em pó, porém ganhei esse no Arnold. Fiquei com preconceito e demorei pra experimentar também, mas quando provei… S2

É realmente beeeeem crocante e é bem legal de ter em casa! Estou na fase do Iogurte com cacau e whey crixxxxxxp.

Gostei bastante e quando acabar, comprarei outro. S2

 

A promessa demora mais sai, né?

Se vocês acharem mais opções de Iogurtes legais por ai, me avisem que eu atualizo!

Beijos!!

 

Dra. Kamila Teles

 

 

Obs: Essas informações não servem como consulta médica.

Procure seu médico para orientações específicas.

Estudo PURE

Um grande estudo foi publicado no Lancet…

Um estudo com mais de 135 mil pessoas, de 18 países diferentes (países desenvolvidos, subdesenvolvidos, incluindo o Brasil e pobres).

Vou colocar um print do artigo aqui e traduzir a conclusão e assim que tiver um tempinho vamos falar mais sobre ele.

FullSizeRender 2

“Alto carboidrato está associado ao risco elevado de mortalidade total, enquanto que a gordura total e os tipos de gorduras estão associados a baixa mortalidade total. A gordura total e os tipos de gordura NãO foram associados com doenças cardiovasculares, infarto do miocardio, ou mortalidade cardiovascular, enquanto gorduras saturadas tem uma associação inversa com AVE. Diretrizes globais DEVEM ser reconsideradas à luz desses achados.”

O que esta te matando e te deixando doente é o seu pãozinho, e não a gordura da picanha!

Se você ainda tinha dúvidas, por favor, repense seus conceitos assim como sociedades médicas terão que dar o braço a torcer e ceder!

Sua saúde está em jogo.

Beijos

Dra. Kamila Teles

 

Obs: Essas informações não servem como consulta médica.

Procure seu médico para orientações específicas.

Dieta Paleolítica

image

Essa imagem diz muito a respeito do post de hoje.

Antes de iniciar quero que você saiba que sou defensora convicta da dieta paleolítica e que pra mim, depois de tudo que estudei e vivi, uma vida saudável passa por esse tipo de alimentação. Mas lembre-se! Se tratando de medicina, cada organismo é único e a avaliação deve ser individual!

O que sabemos hoje a respeito dos tempos passados foram através de achados em escavações. Assim, pesquisadores dividiram nossa existência aqui na terra em Eras e o período Paleolítico ( ou era da Pedra Lascada), foi o período em que nossos ancestrais começaram a utilizar ferramentas rudimentares para auxiliar a sua existência.

Nossos ancestrais dessa época eram nômades, se abrigavam em cavernas, se alimentavam do que caçavam e do que colhiam. A medida que melhoraram suas ferramentas, puderam se alimentar de animais maiores. Quando encontravam a caça, se alimentavam das partes mais nutritivas e gordurosas. Os que moravam mais próximos ao litoral, tinham mais acesso aos frutos do mar. Podiam passar dias para encontrar novamente o alimento e mesmo assim tinham que ter energia para correr de predadores. Coletar dependia invariavelmente das condições climáticas do local, das estações do ano, por isso frutos, folhas e raizes não estavam todos disponíveis o tempo todo.

Com esse estilo de vida aumentamos o tamanho dos nossos crânios e consequentemente dos nossos cérebros, desenvolvemos ferramentas e, olha que ironia, domesticamos animais e iniciamos o plantio, dando início à agricultura e a uma nova etapa de desenvolvimento. Acontece que achados arqueológicos que comparam os nossos ancestrais que já plantavam com os caçadores e coletadores, demonstram que a mudança drástica na alimentação, já naquela época, demonstrava alterações importantes no nosso esqueleto.

Vamos comparar com o nosso estilo de vida atual. Passamos horas sentados trabalhando, a nossa alimentação ocidental atual é baseada em grãos e carboidratos, e mesmo assim nos sentimos fracos e sem energia se não comemos de 3/3h.
Isso soa familiar, e agora absurdo, pra você?

A teoria da dieta paleolitica é na verdade mais que orientação a respeito da alimentação, por isso, seus adeptos chamam de estilo de vida.

 

Quais seriam as orientações básicas para iniciar a Paleo?

 

  •  Praticar exercícios físicos frequentemente
  • Dieta com alimentos naturais ( comida de verdade )
  • Excluir grãos
  • Uma menor concentração de carboidrato se comparado à gordura
  • Excluir açúcar ( de qualquer tipo )
  • Excluir leite ( você já viu algum mamífero, continuar tomando leite após o aleitamento materno? Deixe o leite da vaca para o bezerro!)
  • Excluir óleos vegetais

 

Acho que excluir grãos é a parte mais difícil de entender e talvez a mais importante. Fomos educados a achar o nosso “feijão com arroz” saudável. Quando estamos de dieta trocamos para grãos integrais, substituímos até a carne por hambúrguer de soja. Os grãos foram introduzidos na nossa alimentação apenas após a agricultura! Acredite em mim, seu canino não foi colocado aí para triturar grão de bico!

Parece difícil no começo né?

Mas com o tempo nos acostumamos e fica fácil.

O fato de ingerir maior quantidade de gorduras diminui a insulina no sangue e consequentemente, a fome após alguns dias, além de diminuir as chances de obesidade, resistência insulínica, esteatose hepática e hipertensão, que não por acaso, são as condições que mais afetam a saúde ocidental.

Existem várias vertentes dessa dieta, entre elas a Primal, que pega a teoria da paleo e traz para os dias atuais e permitindo assim consumir alimentos fermentados como queijos, vinhos e industrializados com poucos ingredientes, deixando a dieta mais fácil ( e prazeirosa, confesso!).

Entendendo a teoria, fica mais fácil abrir mão de certas coisas. Você não está deixando de comer o pão porque não pode. Você pode tudo! Você não está comendo o pão porque você sabe que ele não faz bem e você não quer isso pra você!

Te convido a prestar mais atenção na sua próxima ida ao supermercado! Suas compras são baseadas em produtos que você desembala ou descasca?

E para terminar…

image

 

Beijos amores!!

 

Dra. Kamila Teles

 

 

Obs: Essas informações não servem como consulta médica.

Procure seu médico para orientações específicas.

Exames Laboratoriais

Oi amores, tudo bem?

 

O tema desse post é de extrema importância. Entendendo essa parte do assunto, você vai ter a dimensão de como a abordagem da Medicina Integrativa difere da abordagem tradicional.

 

Umas das frases mais ditas durante a graduação de medicina é:

“A clínica é soberana”.

Depois que nos formamos temos que lidar com uma realidade totalmente diferente. Todo o sistema de saúde nos obriga a atender cada vez mais pacientes em um curto espaço de tempo, isso acaba prejudicando nossa sensibilidade em relação às queixas dos nossos pacientes, nosso tempo pra um exame físico completo fica escasso, isso tudo somado a uma rotina pesada e aos inúmeros pacientes simulando doenças para ganhar um atestado ( quem já foi ao pronto socorro em uma segunda feira e depois em um dia de feriado, sabe a diferença gritante no número de pacientes aguardando).

O que acontece é que cada vez esses fatores vão deixando o atendimento mais mecanizado e racional. O paciente já chega com a queixa e todas as possibilidades de diagnóstico que ele pesquisou no Google e, muitas vezes, exige exames, que sabemos que são desnecessários, mas nos sentimos coagidos a pedir.

O resultado disso tudo é que o exame físico e o raciocínio médico, que são coisas subjetivas, passam a ser menosprezado pelos  pacientes. Ele não entende que o diagnóstico é feito por um processo de raciocínio trabalhado por 6 anos durante a faculdade em que cruzamos dados clínicos, com exame físico e, quando necessário, exames COMPLEMENTARES, que podem ser laboratoriais, radiológicos entre outros.

O paciente quer algo palpável e os exames dão isso a ele.

O que o paciente nunca parou para pensar é: Baseado em que, esse exame está dando esse valor como um valor normal? De onde eles tiraram os valores de referência dos exames laboratoriais?

E é justamente sobre isso que vou falar.

 

Curva de Gauss

 

Voltando ao Ensino Médio, quem lembra dessa figura?

Captura de Tela 2017-07-20 às 14.03.16

Queria lembrar a você, caro leitor, que tudo que você fez questão de aprender apenas para passar na prova, um dia a vida irá te cobrar e você terá que reestudar!

Essa curva é a famosa Curva de Gauss. O matemático Gauss inventou essa função e colocou ela na forma de gráfico para avaliar em estatística, a função normal.

Quero que você atente que a palavra “normal” usada na matemática tem significado de “comum” enquanto na medicina ela é usada como sinônimo de “saudável”.

Pois bem, esclarecido isso, vou te contar como o seu laboratório de escolha coloca um número como normal ( comum ) no valor de referência.

Vou usar como referência, por exemplo, o valor da Hemoglobina.

Ele pega uma quantidade X de pessoas e dosa a hemoglobina de todo mundo e coloca nessa forma estatística de avaliar os valores. Dependendo do parâmetro, eles ainda separam por sexo, por idade, ou por fase do ciclo menstrual ( no caso de alguns hormônios), porém eles não têm como separar todas as variáveis possíveis e dentro dessa população encontramos pessoas de todos os tipos, saudáveis ou não, com variados estilos de vida, hábitos alimentares, tendências genéticas e etc.

Quando o seu resultado vem “normal” isso só quer dizer que você tem um resultado comum a 95% da população, mas isso em hipótese nenhuma diz se você está saudável ou doente.

Se nós estivéssemos avaliando exames laboratoriais de acordo apenas com esse valor “normal”, nós estaríamos pedindo exames sempre pra descobrir quem são os 5% “anormais” da população ( 2,5 para mais ou para menos). Entende o quanto isso é absurdo?

 

Então não devo colher exames?

 

A questão não é que você não deva colher exames. Aliás, na Nutrologia e na Medicina Integrativa, pede-se muitos exames. A questão é que não ficamos presos a valores de referência e cruzamos os dados dos parâmetros para entender melhor sua condição no momento. Não adianta, gente. Medicina não é matemática e não é analisando e generalizando números fixos que se dá um diagnostico de saúde ou de doença e se traça uma conduta.

Um dos conceitos interessantes que aprendi após a faculdade foi o de analisar os exames pelo aspecto dos quartis.

Tudo que é bom e faz bem deve estar no quartil superior, perto do limite máximo do valor de referência, e tudo que é ruim ou prejudicial deve estar zerado ou o mais próximo possível do valor mínimo de referência. Com isso eu tento minimizar discrepâncias, porém ainda não é algo que vá funcionar para TODOS os pacientes.

Por isso a consulta é demorada, por isso não tem como você me mandar seus exames por e-mail e perguntar se está tudo bem, sem eu ter feito uma anamnese e um exame físico ( aliás, isso é proibido, ok?).

E lembram do post da Vitamina D?

Muita gente me perguntou quais os níveis ideais.

Varia de acordo com cada laboratório mas geralmente vem assim:

– Deficiência <20 nmol/L

– Insuficiência 21-29 nmol/L

– Valores normais 30 a 100 nmol/L

Mas pensando em Medicina Integrativa e prevenção de doenças?

De 82 a 100 nmol/L

Viram a diferença?

“Não é sinal de saúde estar ajustado a uma sociedade profundamente doente”.

 

Eu não pretendo com esse espaço dar todas as respostas, até porque em ciência nada é definitivo. Eu quero estimular questionamentos, porque só questionando a gente aprende e evolui.

Beijos

Dra. Kamila Teles

 

OBS: Essas informações não servem como consulta médica.

Procure seu médico para orientações específicas.

Quando Devemos Ter Cuidado Com a Exposição Solar?

No ultimo post falei da controvérsia do uso de fotoprotetores. Na verdade quando falamos isso estamos nos referindo ao uso diário de altos fatores de proteção que são recomendados para TODO mundo.

Devemos entender que é muito complicado para uma sociedade médica e para o governo emitirem um comunicado de saúde abrangendo toda uma população, porque como conversamos cada organismo é único e deveria ser avaliado individualmente.

Mas eles tem que dar um parecer, né? E o sol queima. E câncer mata. E baixa de vitamina D não tem uma consequência imediata e visível assim, entendem?

É difícil dar uma recomendação geral pedindo equilíbrio, pois “pouco tempo” é uma coisa relativa. Então é mais prudente que você oriente então a todos que não se exponham ao sol e que usem proteção quando o fazem.

Toda pele é fotossensível, já que a radiação UV é absorvida e leva a reações visíveis ou não visíveis, temporárias ou permanentes.

Mas quando a exposição solar não é uma questão negociável e TEM ser evitada e que o protetor solar DEVE ser usado, sem discussão?

 

  • Se você foi diagnosticado com alguma Fotodermatose ( doenças que são desencadeadas pela exposição solar ). São elas:

 

Erupção polimórfica solar (fotodermatose mais comum)

Prurigo actínico

Hidroa vaciniforme (rara)

Dermatite actínica crônica

Urticaria solar

Xeroderma pigmentoso (hereditária)

Síndrome de Cackayne ( hereditária)

Síndrome de sensibilidade ao UV (hereditária)

Síndrome de Bloom (hereditária)

Síndrome de Rothmund – Thomson (hereditária)

Síndrome de Kindler (hereditária)

 

  • Se você foi diagnosticado com alguma doença que pode piorar com a exposição solar como Lupus, Dermatomiosite, Eritema multiforme, Pitiríase rubra pilar e etc.
  • Se você tem Melasma ou Rosácea.
  • Se você está fazendo algum tratamento estético dermatológico com uso de ácidos, laser e etc.
  • Se você tem histórico pessoal ou familiar de câncer de pele.
  • Se você, por qualquer motivo, fica muitas horas exposto ao sol.

 

Lembrando que algumas doenças que pioram com o sol também podem melhorar com ele, outras doenças são contra indicação relativa, como a Acne Vulgar, que apesar de piorar após exposição ao solar, dependendo da intensidade das lesões, não seria uma contra indicação absoluta para orientar que a pessoa fuja do sol.

Outra questão que deve ser lembrada é que como não temos certeza de qual radiação ( UVA ou UVB ) é responsável pelo Melanoma, quando for escolher um fotoprotetor, sempre conferir no rótulo se há proteção para as duas radiações.

 

Espero ter esclarecido as dúvidas que vocês me mandaram!

A outra parte das dúvidas foram a respeito da Vitamina D!

Vou falar mais sobre ela em um post separado!

 

Beijos!!

 

OBS: Essas informações não servem como consulta medica.

Procure seu médico para orientações específicas.