Conace – 1˚ Congresso Nacional da Corrida do Emagrecimento

Oie!

Esse mês teremos muitas novidades, dentre elas o CONACE!

Lembram que eu prometi falar mais do estudo PURE?

Então, eu fui convidada a palestrar no CONACE, um congresso inteiramente on-line e gratuito que vai ocorrer dos dias 2 a 8 de outubro!

Como o estudo tinha acabado de sair, esse foi o tema que escolhi para minha palestra, que gravei com muito carinho pra vocês!

IMG_1801

 

O mais legal é contar para vocês de onde surgiu a ideia do congresso…

A Tamiles Machado, mora no Rio, e estava acima do peso. Há 10 meses, suas amigas fizeram uma aposta de que ela não conseguiria emagrecer. Ela não só conseguiu emagrecer, como começou a motivar sua comunidade e hoje o pátio da igreja do bairro está pequeno para todas elas se exercitarem.

Assim elas tiveram a idéia de reunir especialistas para falar sobre emagrecimento e motivar não só a comunidade como pessoas de todo Brasil!

Eu me encantei com a história ( adoro histórias ) e fiquei muito feliz de participar e contribuir com o projeto!

Convido vocês a se inscreverem no Link abaixo e participarem das palestras!

www.corridadoemagrecimento.com.br/?ref=J6592352I&_ga=2.90515032.316609695.1506901733-1832232499.1503168615

A minha palestra será no dia 04/10 as 10:00h!!

Depois quero saber a opinião de vocês!

Beijos!!

 

 

 

Matéria na Revista Dieta Já

Olá amores, tudo bem?

Saiu na edição 268 da Revista Dieta Já uma matéria comigo ( !!!!!! ) ( =DD ) , em que eu explico tudo sobre a Dieta Paleolítica!

A matéria ainda não está disponível on-line, mas eu tirei foto da revista pra vocês. =D

 

IMG_1684IMG_1685

Tem mais coisas na matéria, inclusive uma sugestão de cardápio montado por uma Nutri!

Espero que vocês leiam a matéria toda e gostem! Fiz com carinho!

Beijos!!

 

Dra. Kamila Teles

 

Obs: Essas informações não servem como consulta médica.

Procure seu médico para orientações específicas.

 

Listinha dos Iogurtes

 

Olá!

Quem já passou por consulta comigo já sabe ler rótulos, porque eu já ensinei!

Mas mesmo assim vocês sempre me perguntam quais Iogurtes mais saudáveis.

Acho que por ser prático de levar como lanchinho ou por ser uma outra opção de café da manhã, vocês acabam me cobrando.

Enfim montei a listinha pra facilitar vocês!!

Lembrando que vale sempre as máximas:

 

1 – Priorize alimentos de verdade

2 – No caso de consumir alimentos industrializados, LEIA A LISTA DE INGREDIENTES

3 – Quanto menos ingredientes melhor

4 – Tente evitar os que tenham nomes muito complicados

 

Mas sem neuroses, né?

 

Captura de Tela 2017-09-04 às 10.08.58

Captura de Tela 2017-09-04 às 10.16.49

 

Captura de Tela 2017-09-04 às 10.23.22

 

Captura de Tela 2017-09-04 às 10.32.03

 

Captura de Tela 2017-09-04 às 10.35.57

 

Esse daqui, apesar de não ter nada falando de grãos na lista de ingredientes e de na parte da frente frisar que só tem dois componentes, tem glúten e cevada… isso geralmente ocorre quando o alimento é feito no mesmo local onde é produzido outros alimentos que tenham glúten e cevada. Alérgicos devem prestar atenção nesses detalhes. Estou colocando ele aqui, mas assim, tem opções melhores, né?!

Captura de Tela 2017-09-04 às 10.39.32

Já a versão desnatada, não tem nada falando a respeito… Vai entender, né?!

Captura de Tela 2017-09-04 às 10.47.21

 

E agora, os queridinhos… S2

Captura de Tela 2017-09-04 às 10.53.43

 

Captura de Tela 2017-09-04 às 10.59.17

Como vocês podem perceber, nenhum deles tem sabor…

Mas você pode acrescentar frutas ( a fruta depende do seu plano alimentar ).

Eu gosto de adicionar Whey ou Cacau em pó.

Captura de Tela 2017-09-04 às 11.04.10

Uma coisa legal para você ter em casa é isso daqui…

Isso nada mais é que um Whey em forma de bolinhas crocantes, sem sabor.

Pra que ele serve? só pra adicionar uma dose de proteína e crocância nas suas refeições!

Você precisa ter um desse em casa? Não mesmo!!

Confesso que se visse isso na prateleira JAMAIS compraria, pensando apenas nas proteínas eu ja tenho os meus em pó, porém ganhei esse no Arnold. Fiquei com preconceito e demorei pra experimentar também, mas quando provei… S2

É realmente beeeeem crocante e é bem legal de ter em casa! Estou na fase do Iogurte com cacau e whey crixxxxxxp.

Gostei bastante e quando acabar, comprarei outro. S2

 

A promessa demora mais sai, né?

Se vocês acharem mais opções de Iogurtes legais por ai, me avisem que eu atualizo!

Beijos!!

 

Dra. Kamila Teles

 

 

Obs: Essas informações não servem como consulta médica.

Procure seu médico para orientações específicas.

Estudo PURE

Um grande estudo foi publicado no Lancet…

Um estudo com mais de 135 mil pessoas, de 18 países diferentes (países desenvolvidos, subdesenvolvidos, incluindo o Brasil e pobres).

Vou colocar um print do artigo aqui e traduzir a conclusão e assim que tiver um tempinho vamos falar mais sobre ele.

FullSizeRender 2

“Alto carboidrato está associado ao risco elevado de mortalidade total, enquanto que a gordura total e os tipos de gorduras estão associados a baixa mortalidade total. A gordura total e os tipos de gordura NãO foram associados com doenças cardiovasculares, infarto do miocardio, ou mortalidade cardiovascular, enquanto gorduras saturadas tem uma associação inversa com AVE. Diretrizes globais DEVEM ser reconsideradas à luz desses achados.”

O que esta te matando e te deixando doente é o seu pãozinho, e não a gordura da picanha!

Se você ainda tinha dúvidas, por favor, repense seus conceitos assim como sociedades médicas terão que dar o braço a torcer e ceder!

Sua saúde está em jogo.

Beijos

Dra. Kamila Teles

 

Obs: Essas informações não servem como consulta médica.

Procure seu médico para orientações específicas.

Dieta Paleolítica

image

Essa imagem diz muito a respeito do post de hoje.

Antes de iniciar quero que você saiba que sou defensora convicta da dieta paleolítica e que pra mim, depois de tudo que estudei e vivi, uma vida saudável passa por esse tipo de alimentação. Mas lembre-se! Se tratando de medicina, cada organismo é único e a avaliação deve ser individual!

O que sabemos hoje a respeito dos tempos passados foram através de achados em escavações. Assim, pesquisadores dividiram nossa existência aqui na terra em Eras e o período Paleolítico ( ou era da Pedra Lascada), foi o período em que nossos ancestrais começaram a utilizar ferramentas rudimentares para auxiliar a sua existência.

Nossos ancestrais dessa época eram nômades, se abrigavam em cavernas, se alimentavam do que caçavam e do que colhiam. A medida que melhoraram suas ferramentas, puderam se alimentar de animais maiores. Quando encontravam a caça, se alimentavam das partes mais nutritivas e gordurosas. Os que moravam mais próximos ao litoral, tinham mais acesso aos frutos do mar. Podiam passar dias para encontrar novamente o alimento e mesmo assim tinham que ter energia para correr de predadores. Coletar dependia invariavelmente das condições climáticas do local, das estações do ano, por isso frutos, folhas e raizes não estavam todos disponíveis o tempo todo.

Com esse estilo de vida aumentamos o tamanho dos nossos crânios e consequentemente dos nossos cérebros, desenvolvemos ferramentas e, olha que ironia, domesticamos animais e iniciamos o plantio, dando início à agricultura e a uma nova etapa de desenvolvimento. Acontece que achados arqueológicos que comparam os nossos ancestrais que já plantavam com os caçadores e coletadores, demonstram que a mudança drástica na alimentação, já naquela época, demonstrava alterações importantes no nosso esqueleto.

Vamos comparar com o nosso estilo de vida atual. Passamos horas sentados trabalhando, a nossa alimentação ocidental atual é baseada em grãos e carboidratos, e mesmo assim nos sentimos fracos e sem energia se não comemos de 3/3h.
Isso soa familiar, e agora absurdo, pra você?

A teoria da dieta paleolitica é na verdade mais que orientação a respeito da alimentação, por isso, seus adeptos chamam de estilo de vida.

 

Quais seriam as orientações básicas para iniciar a Paleo?

 

  •  Praticar exercícios físicos frequentemente
  • Dieta com alimentos naturais ( comida de verdade )
  • Excluir grãos
  • Uma menor concentração de carboidrato se comparado à gordura
  • Excluir açúcar ( de qualquer tipo )
  • Excluir leite ( você já viu algum mamífero, continuar tomando leite após o aleitamento materno? Deixe o leite da vaca para o bezerro!)
  • Excluir óleos vegetais

 

Acho que excluir grãos é a parte mais difícil de entender e talvez a mais importante. Fomos educados a achar o nosso “feijão com arroz” saudável. Quando estamos de dieta trocamos para grãos integrais, substituímos até a carne por hambúrguer de soja. Os grãos foram introduzidos na nossa alimentação apenas após a agricultura! Acredite em mim, seu canino não foi colocado aí para triturar grão de bico!

Parece difícil no começo né?

Mas com o tempo nos acostumamos e fica fácil.

O fato de ingerir maior quantidade de gorduras diminui a insulina no sangue e consequentemente, a fome após alguns dias, além de diminuir as chances de obesidade, resistência insulínica, esteatose hepática e hipertensão, que não por acaso, são as condições que mais afetam a saúde ocidental.

Existem várias vertentes dessa dieta, entre elas a Primal, que pega a teoria da paleo e traz para os dias atuais e permitindo assim consumir alimentos fermentados como queijos, vinhos e industrializados com poucos ingredientes, deixando a dieta mais fácil ( e prazeirosa, confesso!).

Entendendo a teoria, fica mais fácil abrir mão de certas coisas. Você não está deixando de comer o pão porque não pode. Você pode tudo! Você não está comendo o pão porque você sabe que ele não faz bem e você não quer isso pra você!

Te convido a prestar mais atenção na sua próxima ida ao supermercado! Suas compras são baseadas em produtos que você desembala ou descasca?

E para terminar…

image

 

Beijos amores!!

 

Dra. Kamila Teles

 

 

Obs: Essas informações não servem como consulta médica.

Procure seu médico para orientações específicas.

Exames Laboratoriais

Oi amores, tudo bem?

 

O tema desse post é de extrema importância. Entendendo essa parte do assunto, você vai ter a dimensão de como a abordagem da Medicina Integrativa difere da abordagem tradicional.

 

Umas das frases mais ditas durante a graduação de medicina é:

“A clínica é soberana”.

Depois que nos formamos temos que lidar com uma realidade totalmente diferente. Todo o sistema de saúde nos obriga a atender cada vez mais pacientes em um curto espaço de tempo, isso acaba prejudicando nossa sensibilidade em relação às queixas dos nossos pacientes, nosso tempo pra um exame físico completo fica escasso, isso tudo somado a uma rotina pesada e aos inúmeros pacientes simulando doenças para ganhar um atestado ( quem já foi ao pronto socorro em uma segunda feira e depois em um dia de feriado, sabe a diferença gritante no número de pacientes aguardando).

O que acontece é que cada vez esses fatores vão deixando o atendimento mais mecanizado e racional. O paciente já chega com a queixa e todas as possibilidades de diagnóstico que ele pesquisou no Google e, muitas vezes, exige exames, que sabemos que são desnecessários, mas nos sentimos coagidos a pedir.

O resultado disso tudo é que o exame físico e o raciocínio médico, que são coisas subjetivas, passam a ser menosprezado pelos  pacientes. Ele não entende que o diagnóstico é feito por um processo de raciocínio trabalhado por 6 anos durante a faculdade em que cruzamos dados clínicos, com exame físico e, quando necessário, exames COMPLEMENTARES, que podem ser laboratoriais, radiológicos entre outros.

O paciente quer algo palpável e os exames dão isso a ele.

O que o paciente nunca parou para pensar é: Baseado em que, esse exame está dando esse valor como um valor normal? De onde eles tiraram os valores de referência dos exames laboratoriais?

E é justamente sobre isso que vou falar.

 

Curva de Gauss

 

Voltando ao Ensino Médio, quem lembra dessa figura?

Captura de Tela 2017-07-20 às 14.03.16

Queria lembrar a você, caro leitor, que tudo que você fez questão de aprender apenas para passar na prova, um dia a vida irá te cobrar e você terá que reestudar!

Essa curva é a famosa Curva de Gauss. O matemático Gauss inventou essa função e colocou ela na forma de gráfico para avaliar em estatística, a função normal.

Quero que você atente que a palavra “normal” usada na matemática tem significado de “comum” enquanto na medicina ela é usada como sinônimo de “saudável”.

Pois bem, esclarecido isso, vou te contar como o seu laboratório de escolha coloca um número como normal ( comum ) no valor de referência.

Vou usar como referência, por exemplo, o valor da Hemoglobina.

Ele pega uma quantidade X de pessoas e dosa a hemoglobina de todo mundo e coloca nessa forma estatística de avaliar os valores. Dependendo do parâmetro, eles ainda separam por sexo, por idade, ou por fase do ciclo menstrual ( no caso de alguns hormônios), porém eles não têm como separar todas as variáveis possíveis e dentro dessa população encontramos pessoas de todos os tipos, saudáveis ou não, com variados estilos de vida, hábitos alimentares, tendências genéticas e etc.

Quando o seu resultado vem “normal” isso só quer dizer que você tem um resultado comum a 95% da população, mas isso em hipótese nenhuma diz se você está saudável ou doente.

Se nós estivéssemos avaliando exames laboratoriais de acordo apenas com esse valor “normal”, nós estaríamos pedindo exames sempre pra descobrir quem são os 5% “anormais” da população ( 2,5 para mais ou para menos). Entende o quanto isso é absurdo?

 

Então não devo colher exames?

 

A questão não é que você não deva colher exames. Aliás, na Nutrologia e na Medicina Integrativa, pede-se muitos exames. A questão é que não ficamos presos a valores de referência e cruzamos os dados dos parâmetros para entender melhor sua condição no momento. Não adianta, gente. Medicina não é matemática e não é analisando e generalizando números fixos que se dá um diagnostico de saúde ou de doença e se traça uma conduta.

Um dos conceitos interessantes que aprendi após a faculdade foi o de analisar os exames pelo aspecto dos quartis.

Tudo que é bom e faz bem deve estar no quartil superior, perto do limite máximo do valor de referência, e tudo que é ruim ou prejudicial deve estar zerado ou o mais próximo possível do valor mínimo de referência. Com isso eu tento minimizar discrepâncias, porém ainda não é algo que vá funcionar para TODOS os pacientes.

Por isso a consulta é demorada, por isso não tem como você me mandar seus exames por e-mail e perguntar se está tudo bem, sem eu ter feito uma anamnese e um exame físico ( aliás, isso é proibido, ok?).

E lembram do post da Vitamina D?

Muita gente me perguntou quais os níveis ideais.

Varia de acordo com cada laboratório mas geralmente vem assim:

– Deficiência <20 nmol/L

– Insuficiência 21-29 nmol/L

– Valores normais 30 a 100 nmol/L

Mas pensando em Medicina Integrativa e prevenção de doenças?

De 82 a 100 nmol/L

Viram a diferença?

“Não é sinal de saúde estar ajustado a uma sociedade profundamente doente”.

 

Eu não pretendo com esse espaço dar todas as respostas, até porque em ciência nada é definitivo. Eu quero estimular questionamentos, porque só questionando a gente aprende e evolui.

Beijos

Dra. Kamila Teles

 

OBS: Essas informações não servem como consulta médica.

Procure seu médico para orientações específicas.

Quando Devemos Ter Cuidado Com a Exposição Solar?

No ultimo post falei da controvérsia do uso de fotoprotetores. Na verdade quando falamos isso estamos nos referindo ao uso diário de altos fatores de proteção que são recomendados para TODO mundo.

Devemos entender que é muito complicado para uma sociedade médica e para o governo emitirem um comunicado de saúde abrangendo toda uma população, porque como conversamos cada organismo é único e deveria ser avaliado individualmente.

Mas eles tem que dar um parecer, né? E o sol queima. E câncer mata. E baixa de vitamina D não tem uma consequência imediata e visível assim, entendem?

É difícil dar uma recomendação geral pedindo equilíbrio, pois “pouco tempo” é uma coisa relativa. Então é mais prudente que você oriente então a todos que não se exponham ao sol e que usem proteção quando o fazem.

Toda pele é fotossensível, já que a radiação UV é absorvida e leva a reações visíveis ou não visíveis, temporárias ou permanentes.

Mas quando a exposição solar não é uma questão negociável e TEM ser evitada e que o protetor solar DEVE ser usado, sem discussão?

 

  • Se você foi diagnosticado com alguma Fotodermatose ( doenças que são desencadeadas pela exposição solar ). São elas:

 

Erupção polimórfica solar (fotodermatose mais comum)

Prurigo actínico

Hidroa vaciniforme (rara)

Dermatite actínica crônica

Urticaria solar

Xeroderma pigmentoso (hereditária)

Síndrome de Cackayne ( hereditária)

Síndrome de sensibilidade ao UV (hereditária)

Síndrome de Bloom (hereditária)

Síndrome de Rothmund – Thomson (hereditária)

Síndrome de Kindler (hereditária)

 

  • Se você foi diagnosticado com alguma doença que pode piorar com a exposição solar como Lupus, Dermatomiosite, Eritema multiforme, Pitiríase rubra pilar e etc.
  • Se você tem Melasma ou Rosácea.
  • Se você está fazendo algum tratamento estético dermatológico com uso de ácidos, laser e etc.
  • Se você tem histórico pessoal ou familiar de câncer de pele.
  • Se você, por qualquer motivo, fica muitas horas exposto ao sol.

 

Lembrando que algumas doenças que pioram com o sol também podem melhorar com ele, outras doenças são contra indicação relativa, como a Acne Vulgar, que apesar de piorar após exposição ao solar, dependendo da intensidade das lesões, não seria uma contra indicação absoluta para orientar que a pessoa fuja do sol.

Outra questão que deve ser lembrada é que como não temos certeza de qual radiação ( UVA ou UVB ) é responsável pelo Melanoma, quando for escolher um fotoprotetor, sempre conferir no rótulo se há proteção para as duas radiações.

 

Espero ter esclarecido as dúvidas que vocês me mandaram!

A outra parte das dúvidas foram a respeito da Vitamina D!

Vou falar mais sobre ela em um post separado!

 

Beijos!!

 

OBS: Essas informações não servem como consulta medica.

Procure seu médico para orientações específicas.

 

A Controvérsia dos Fotoprotetores

Oi amores, tudo bem?

Estudando novamente o capítulo de fotoproteção do Bolognia (livro de referência na dermatologia) fiquei surpresa (e feliz) que muita coisa escrita no livro eu escuto repetidamente na Pós do Lair Ribeiro de Nutroendocrinologia, pós essa que é um tanto quanto controversa e criticada pelos céticos de plantão.

Coloquei a foto do livro com algumas partes grifadas para vocês entenderem ao que me refiro.

Melanoma

O que acontece é que medicina não é ciência exata. Como podem perceber, há pesquisadores que acreditam que o UVA é o raio solar responsável pelas mutações que levam ao melanoma, enquanto há pesquisadores que salientam a importância do UVB.

 

OK, Kamila, mas qual a importância disso?

Simples!

– A maior parte dos fotoproterores tem proteção contra o UVB e não contra o UVA.

– O UVB é o que causa o eritema ( a vermelhidão na pele) então quando falamos da escala FPS estamos falando que por exemplo uma pessoa que passa a quantidade adequada de um fotoprotetor de FPS 20, pode se expor por um tempo 20x maior ao sol para provocar um eritema de uma pessoa que se expôs sem o fotoprotetor.

– Não temos um marcador absoluto assim para o UVA.

– Praticamente todo o UVB e UVC que chegam a terra, são absorvidos pelo O2, e assim mais de 95% da radiação que chega na terra fica por conta do UVA.

– ´E o UVB o responsável pela produção da Vitamina D na pele.

– A Vitamina D possui receptores em grande parte das células do corpo e possui funções que vão além das popularmente conhecidas ( Usada no tratamento de osteoporose pois influencia no metabolismo do Cálcio), mas também tem papel importante na modulação de genes, influenciando na nossa imunidade e como mesmo diz o livro na diminuição de chance de neoplasias.

 

Bom para tentar entender um pouco mais, vamos esclarecer algumas coisas?

 

O sol emite radiação UV e nós dividimos essa radiação em três grandes grupos:

  • UVC :200 a 290nm
  • UVB: 290 a 315nm
  • UVA: 315 a 400nm ( o UVA ainda é subdividido em UVA1 e UVA2 )

 

O UVC praticamente não chega na terra então vamos abstraí-lo .

O UVB tem sua incidência aumentada durante o verão e naqueles horários do dia que sempre recomendam que a gente não se exponha ao sol ( de 10h as 16h). Ele penetra mais superficialmente na pele e é responsável pelas queimaduras solares. Ele esta relacionado ao câncer de pele NãO melanoma, como carcinomas basocelular e espinocelulares.

Câncer de pele do tipo não melanoma, são os mais comuns tumores malignos no Brasil e os de mais baixa taxa de mortalidade, além disso possuem altos percentuais de cura, se detectados precocemente. (SIC INCA)

O UVA tem sua incidência constante no verão e no inverno e também ao longo do dia. “Penetra profundamente na pele e suprime o sistema imune, sendo a principal responsável pelo fotoenvelhecimento. Tem importante participação nas fotoalergias e também predispõe a pele ao surgimento de câncer.” (SIC SBD)

Além disso ele passa por vidros…

 

Captura de Tela 2017-06-28 às 11.24.45

Aquela foto clássica do caminhoneiro que durante anos ficou exposto ao sol pelo vidro.

 

Sobre a vitamina D e sua importância…

 

Vitamina é todo composto orgânico que nosso corpo não produz e temos de conseguir da natureza. Quando a vitamina D foi descoberta, foi encontrada no óleo de peixe e chamada de vitamina. Depois de muitos anos perceberam que sua estrutura molecular era de um hormônio esteroidal e além disso que era produzida no nosso corpo. Ela foi então trocada de categoria na farmacologia porém o nome popular se manteve.

Então podemos conseguir vitamina D através da dieta? Sim, ingerindo peixes gordurosos de águas frias e profundas e acredite… Não são esses que encontramos hoje em dia nos supermercados ( realmente não serve o criado em cativeiro).

Uma outra fonte dietética de vitamina D é o ergosterol (vitamina D2), proveniente de alimentos vegetais, em especial fungos. O Problema? A fração D2 possui da metade a um terço do poder para se transformar na forma ativa de vitamina D, complicado né?

Qual seria então a forma mais eficiente de sintetizar esse hormônio? Através do sol e mais precisamente do UVB (aquele que causa a queimadura e que esta mais presente no verão e no meio do dia, lembra?)

 

Um pouco de fisiopatologia S2

 

Captura de Tela 2017-06-28 às 11.34.18

 

Essa 1-α-hidroxilase (que é regulada pelo paratormônio) esta presente em células de diversos tecidos do corpo.

Para realmente exercer sua função a forma ativa tem que se ligar a um receptor de membrana VDR que esta presente em praticamente todas as células do nosso corpo e parece participar de maneira direta ou indireta, da regulação de expressão dos nossos genes.

 

Funções da Vitamina D…

 

  • Regula a absorção de cálcio e fósforo no intestino e a reabsorção dos mesmos nos rins, mantendo níveis adequados para a manutenção óssea.
  • Atua também na regulação da atividade de osteoblastos e osteoclastos (células responsáveis por formar e degradar os ossos, fazendo sua regeneração e manutenção.
  • Papel regulatório em várias células do sistema imunológico: CD4+, CD8+, linfócitos T e células apresentadoras de antígenos.
  • Atua também na modulação da autoimunidade, mantendo equilíbrio entre as respostas Th1 (celular) e Th2 (humoral). Lembrando que um desequilíbrio dessas respostas esta implicado na fisiopatologia de doenças alérgicas e infecciosas.
  • Modulação da ativação dos genes responsáveis por diferenciação, multiplicação e apoptose celular, e níveis baixos de vitamina D estariam relacionados a desregulação desses processos, promovendo proliferação celular e inibindo a apoptose ( morte celular programada e fisiológica), e isso explica a associação entre esse níveis baixos e o risco aumentado para desenvolvimento de câncer.
  • Essa função de regulação de crescimento celular pode ser extrapolada para tecidos de outros órgãos como coração, tecido músculo esquelético, gônadas, rins e cérebro. Se você tem um bom controle de regeneração celular, você tem tecidos saudáveis para exercer suas funções, concordam?

 

O fato é que todos queremos os benefícios do Hormônio D, certo?

Mas pra uma produção fisiológica vamos de encontro a todas as recomendações atuais. Vamos ter que nos expor ao sol sem proteção, entre as 10 e as 16h, de preferência no verão.

Contraditório, né?

Acredito que tudo na vida é uma questão de equilíbrio. E tudo em excesso faz mal. Tudo mesmo, até água. Então vamos com calma.

Obvio que não é para ficar no sol a ponto de uma vermelhidão na pele, mas também não é preciso fazer parte dessa ditadura de que devemos sair de casa no inverno com protetor solar de fator alto e roupas com proteção UV.

Se você é uma pessoa saudável, sem histórico de câncer de pele e que leva uma vida comum das grandes cidades de acordar de manhã, ir para o seu trabalho e só sair no final do dia, provavelmente você esta com deficiência de vitamina D, e provavelmente um protetor solar de alto fator de proteção de uso diário é um exagero.

Não tem jeito, cada caso é um caso, cada pele é de um jeito, cada organismo é único e isso precisa ser avaliado. Na medicina não há NUNCA nem SEMPRE. Fuja sempre dos extremos e seja feliz!

 

Beijos

 

Dra. Kamila Teles

 

 

OBS: Essas informações não servem como consulta medica.

Procure seu médico para orientações específicas.

 

Referências:

  • Bolognia, Jean L./ Jorizzo, Joseph L./ Rapini, Ronald P. – Editora Elsevier –  2ª edição 2010
  • Paniz, Clóvis, et al. “Fisiopatologia da deficiência de vitamina B12 e seu diagnóstico laboratorial.” J Bras Patol Med Lab 41.5 (2005): 323-34.
  • Marques, Cláudia Diniz Lopes, et al. “A importância dos níveis de vitamina D nas doenças autoimunes.” Rev Bras Reumatol 50.1 (2010): 67-80.

Olá

Para que_MG_2197m não me conhece sou Kamila Teles.

Sou Médica, pós graduada em Dermatologia, trabalho com modulação hormonal e estou cursando Nutrologia e Nutroendocrinologia.

Sempre sonhei em ser médica! Mas esse sonho incluía ajudar o maior numero de pessoas transformando positivamente a vida delas. O que aconteceu na verdade foi que os anos passaram e o meu sonho foi engolido por uma rotina pesada de plantões e especializações e eu senti que não estava cumprindo a minha missão.

A ideia de ter esse espaço surgiu da minha necessidade de reunir informações de qualidade, sobre aspectos que envolvam saúde e bem estar, de uma maneira fácil e acessível para que possa chegar a mais pessoas.

Eu acredito na medicina que transforma vidas, previne doenças, melhora qualidade de vida, levando a uma longevidade saudável.

E acredito que isso pode ser feito ultrapassando as paredes dos consultórios e hospitais e unindo profissionais de todas as áreas da saúde.

Conhecimento dividido na verdade é conhecimento multiplicado, não é mesmo?

Espero contribuir de alguma forma e usar esse espaço para troca de experiências e conhecimentos.

Aliviar a dor é obra divina.”

Hipócrates

Beijos!!