África do Sul

Algumas pessoas me mandaram direct com dúvidas e pedindo dicas da minha viagem para a África do Sul… achei mais fácil reunir tudo em um post só!

Espero ajudar vocês e incentivar os indecisos! É um país incrível, rico culturalmente que tenho certeza que vocês vão se apaixonar, assim como eu me apaixonei.

Já adianto que não fiz muita coisa e quero voltar!

 

Se você tem viagem marcada para Cape Town e está com preconceito e esperando encontrar isto….

Captura de Tela 2017-12-20 às 12.13.44

Foto feita no Sudão em 1993 por Kevin Carter, ganhadora de vários prêmios importantes de fotografia. Kevin era Sul Africano e se suicidou alguns anos depois.

 

Esteja preparado para encontrar isto….

IMG_3211

Essa foto é minha mesmo! Mirante Dona Marta, feita em 2015

Sério, Cape Town lembra MUITO o Rio! Vai ser difícil você não se apaixonar.

 

Antes de viajar…

 

  • você precisa de passaporte com validade até de 1 mês da data de retorno.

( isso me gerou minutos de tensão pois eu já tinha comprado a passagem quando percebi que meu passaporte estava perto de vencer. Muitos países exigem 6 meses da data de retorno, se fosse o caso da África do Sul eu não poderia ir.)

  • se você vai ficar até 90 dias, você não precisa de visto.
  • Vacina de febre amarela com certificado internacional de vacinação. Essa foi outra novela… os horários dos sites estão errados, as informações desencontradas. Vamos lá! Existem locais que você pode vacinar e tirar o certificado junto. Você tem que se vacinar pelo menos 10 dias antes da data do embarque. De preferência agende isso com antecedência. Se você entrar no site vai ver que a fila de espera é de aproximadamente 2 a 3 meses. Mas CALMA. Se você foi vacinado (em unidade publica ou particular) nos últimos 10 anos ( a moça que me atendeu disse que agora não existe mais essa validade), você pode ser atendido sem hora marcada no posto da ANVISA, sem agendamento, apresentando a sua passagem comprada.
  • Carteira de Motorista Internacional. Você não precisa dela para alugar um carro, nem é obrigatória para dirigir por lá, porem se um guarda te parar ele pode arrumar confusão. Entre no site do DETRAN, confira se sua carteira esta em situação regular, pague uma taxinha e agende. Eu não fiz pois tinha que ir ao Rio e não deu tempo, mas recomendo que você faça.
  • A moeda deles é o Zar Rand ( eles chamam só de Rand). A conta é simples, 1 real é aproximadamente 4 rands. Troque com antecedência, tem casa de cambio on line, que entrega em casa, a cotação fica BEM melhor. Obvio que não fiz isso porque não faço nada com antecedência, mas fica a dica.
  • Energia: 220v
  • Tomadas: a tomada oficial deles é uma de três pinos, grossos e redondos, mas em 99% dos lugares você vai encontrar uma entradinha para nossas antigas duas bolinhas fininhas… se você tem alguma coisa com os três pinos redondos brasileiro, vai precisar de um adaptador para os dois pinos redondos antigos. No Kruger e no nos aeroportos eu tive que usar adaptador para a tomada deles, mas foi super fácil de achar para comprar.

 

Arrumando as malas…

As regras de bagagem mudaram.

Antes para viagens internacionais você tinha direito a 2 malas de 32 kg e uma mala de mão de 5kg. Eles reduziram bastante isso, prometendo passagens mais baratas, ou seja, ficamos sem bagagem e sem as passagens baratas.

Pensa numa mala difícil de fazer… acompanhamos o clima de Capo Town vários dias antes de embarcar, e o clima la é doido MESMO. Nessa época (fomos do dia 13/11 ao dia 01/12) as temperaturas variaram entre 13 e 30 graus.

Agora temos direito a 2 malas de 23kg e uma mala de mão de 10 kg. Porem se você for fazer algum voo interno, você só poderá levar uma mala de 20 kg.

Como fomos pra Joanesburgo, tivemos que sair do Brasil com uma mala de 20 kg.

Com isso eu realmente indico que se você for visitar Stellenbosch ( região das famosas vinícolas), que você deixe essa parte como ultima coisa da sua viagem, pois os vinhos lá são absurdamente mais baratos que em Cape Town ( onde já são baratos) e você não vai ter que se preocupar com o peso da bagagem.

 

O que você deve colocar na mala…

 

Um casaco corta vento ( desses de trilha que você enrola e fica pequenininho)

Uma botinha / tênis de trilha

Tênis e roupa de academia ( você vai precisar se for subir a Lions ou fazer voo livre)

As praias de Cape Town são lindas, porem bem mais geladas que Arraial do Cabo, mas você pode querer mergulhar com tubarões (atração comum por lá), então é bom levar roupa de banho.

 

Roteiro…

 

Ao todo foram 17 dias de viagem, e eu não fiz muita coisa. Não se iluda! É muita coisa incrível para conhecer, não vai dar tempo. Pra fazer tudo que eu queria eu acho que precisaria de uns 30 dias.

Nós andamos muito de um lugar pra outro, vou colocar o que fizemos e o que eu faria se fosse de novo.

Pegamos um voo Rio ( onde as minhas amigas embarcaram) – Escala em SP ( onde eu entrei) – Conexão de 2h de Luanda – Cape Town, pela TAAG Angola.

Avião espaçoso, silencioso, grande, na ida achei os comissários beeeeeeem grossos, mas os da volta eram fofos.

Luanda tem um aeroporto pequeno, queeeeeeente, desconfortável, o free shop não aceita cartões, as lanchonetes não aceitam Rands e algumas aceitam só Visa. Não tem wifi grátis e o banheiro tem fila, ou seja…. evite.

Saindo do desembarque do aeroporto de Cape Town, a sua direita vai ter uma loja da Vodacon. Desapegue e compre logo os seus 5gb de internet. Você vai comprar 2g e vai ter que comprar mais, então desapega logo. (desative os aplicativos para consumo de dados em segundo plano, isso ajuda bastante a economizar).

O Uber não para em qualquer lugar no aeroporto, ele para dentro do parkege 2, e isso não é sinalizado como no Santos Dumont ou em Guarulhos.

A primeira semana ficamos hospedadas em um no Atlantic Backpakers Hostel. Foi a segunda vez que fiquei em um Hostel… fechamos um quarto só pra gente, com banheiro privativo. Com direito a café da manha que era sempre 1 ovo cozido, iogurte com granola e salada de frutas, um bolinho ou panqueca. Pão, café, suco e agua saborizada eram a vontade. O hostel era bem organizado, limpo, animado, tinha sempre programação e opção de passeios. Fizemos alguns amigos que nos acompanharam em algumas programações e foi ótimo! Tinha muito brasileiro!

Cape Town é uma cidade MUITO parecida com o Rio. s2

A maioria das coisas que programamos era ao ar livre e dependia do tempo instável da cidade, isso pode atrapalhar um pouco sua viagem, por isso reserve dias a mais!

Vou contar um pouco do que fizemos por lá

  • Signal Hill : sabe o Parque da Cidade em Niterói? Então, mesmo esquema! Uma montanha que você sobe de carro, que as pessoas ficam sentadas na rampa de voo livre para ver o por do sol, que é incrível. Leve seu vinho e um casaco.

IMG_3596 cópia

  • Trilha da Lions Head… metade é trilha, mas tem uma parte de escalada, leve agua e alguma coisa pra comer. Uma das minhas amigas teve hipoglicemia na volta e não foi nada legal descer uma trilha pesada carregando ela. O visual compensa qualquer esforço, juro.

IMG_3826 cópia

  • Table Montain… subimos e descemos de bondinho ( o chão do bondinho roda, então você não precisa se estapear por um lugar no vidro, você vai ter visão 360). Lá em cima é tipo o pão de açúcar. Tem restaurante, banheiro, lanchonete. Foi o por do sol mais lindo da minha vida. Muito emocionante ( literalmente, chorei igual criança). Compre seu ingresso do bondinho com antecedência, ele vale por uma semana. O funcionamento do bondinho depende do tempo. As vezes o dia esta lindo, o céu azul, mas se estiver ventando um pouco mais, ele não vai funcionar.

table1

  • Jardim Botânico Kirstenbosch… uma mistura do jardim botânico do Rio com o Quinta da Boa vista ( tô falando, parece muito o Rio). Aos domingos no verão, no sunset tem show, com ingresso a parte. Chegue cedo pra aproveitar. Não tente achar o monumento “esqueleto de George”, pois não é um monumento, é uma das trilhas mais pesadas para a Table Montain…. kkkkk
jardim botanico1

Table Montain ao fundo…

jardimbotanico2

Ownnnn… não parece uma pintura?

  • Free walk Tour: todos os dias da praça do Green Market (uma pracinha no centro com uma feirinha de artesanato superfaturado, não compre lembrancinhas lá!) sai dois passeios. Um de manhã e um no início da tarde, com guia, pelo centro. É de graça no sentido de não ter um preço fixo, mas você da Tips ao final. O passeio da manhã é mais pela parte histórica e o da tarde passa por Bo Kaap ( o bairro das casinhas coloridas de Cape Town).
IMG_3363 cópia

Bo Kaap

  • Waterfront: um píer, com bares a céu aberto e shopping (compre artesanato nas lojas do shopping, infinitamente mais barato). Você não precisa separar um dia pra ir lá, você vai acabar parando la todos os dias… seja pra comer alguma coisa, beber, supermercado e etc. De lá sai o passeio para a Robin Island. La tem uma roda gigante pequena mas que da uma vista bonita da cidade. Fica próximo ao estádio de futebol. La você também pode fechar passeios. De lá você também aluga bicicletas, fizemos isso quando fomos de lá de bike ate Camps Bay… é um passeio bonito, fiquei com medo porque não sei andar de bike direito, mas valeu a pena.

IMG_3322

IMG_3388 cópia

Roda Gigante

  • Old Biscuit Mill: uma feira que acontece no bairro de Woodstock aos sábados. Comida, artesanato, vinhos, tudo bem turístico. Mas vale a visita.

millmilll2

  • Sunset Beach: fica do outro lado da cidade, uma praia com uma vista linda pra Table, Signal e Lions, e um sunset de tirar o fôlego. A praia não é movimentada, sem infra estrutura, venta muito e por isso atrai muitos praticantes de kite surf. A vista vale a pena.

 

sunsetbeach

 

  • Cabo da Boa Esperança: ele não fica dentro da cidade, você vai ter que pegar estrada… minha dica é, saia cedo, no caminho você vai passar por Muizemberg, já para lá e já tira a foto nas casinhas coloridas da praia. Nós ficamos uma noite lá mas foi desnecessário, não tem muito o que fazer.
IMG_4714.jpg

Muizemberg

 

De lá pare na Boulders Beach ( a famosa praia dos pinguins!) São muitos e muito lindos, da vontade de roubar um casal pra colocar enfeitando a geladeira de casa, eu amei, e em seguida vá para o Cabo.

IMG_4518

IMG_6606

Quando você entrar no parque do Cabo, você verá uma bifurcação. Uma leva ao cabo mesmo e outra leva a parte do restaurante e do farol.

Vá para o Cabo, tire foto na plaquinha de madeira com as coordenadas, suba ate o alto da montanha ( a direita) depois desça ate a metade e faça a trilha para a esquerda. Você pode descer ate a praia do Bartolomeu Dias ( não fiz isso e me arrependo). Se você seguir a trilha você vai chegar na parte do restaurante. ( o problema é que você deixou o carro do outro lado e voltar pela trilha mais a noite pode não ser legal então, volte ,pegue o carro e vá para o restaurante de carro. O restaurante é ótimo, por sinal. Nessa parte você tem a opção de subir de trem ou de trilha ( fiz a trilha) até o farol novo. Para ir ao farol velho tem outra trilha que demora 1:30 min. Por isso é legal chegar cedo no cabo, pra dar tempo de fazer tudo. La fecha as 17 h e não deu tempo de fazer essa trilha pro farol velho. Fica pra próxima.

IMG_4675.

Depois do Cabo nós retornamos pra Cape Town e no dia seguinte pegamos estrada para Stellenbosch. Eu não recomendo isso porque há saídas pra Stellenbosch durante a volta para Cape, então se eu fizesse de novo, eu já dormiria em Stellenbosch depois do Cabo.

  • Stellenbosch:

Lugar famoso por suas vinícolas. O vinhos da África do Sul são deliciosos, pra quem ama vinho como eu, é um parque de diversão.

Uma coisa que você precisa saber: as vinícolas abrem por volta das 10 da manhã e fecham por volta de 17h, mas a partir de 15:30 dificilmente você encontrará alguma com cozinha aberta. Vou colocar aqui uma resenha breve das vinícolas que visitei e a nota que dei pros vinhos, lembrando que gosto é pessoal e que eu amo vinhos tintos, encorpados, persistentes, cheios de taninos e intensos.

OBS: Os vinhos com ***** foram os meu preferidos que eu marquei na minha listinha pra trazer pro Brasil!

Spier

Adorei essa degustação pois foi a que tinha mais vinhos. E eu amei varios. Nao costume gostar de vinho branco, mas esse segundo me deixou apaixonada. Não achei dele pra comprar depois

  1. Creative block 2 (Blanc) 2/5
  2. 21 gables Souvignon Blanc 4/5****
  3. Creative block 3 (shiraz)4/5****
  4. Creative block 5 (Cabernet Souvignon + Malbec ) 3/5
  5. 21 gables  4/5******
  6. Frans k smit red 2012 3/5

 

Jordan

Achei essa sem graça. Na verdade fomos para nela na esperança que restaurante estivesse aberto, mas não estava.

  1. Black Magic Merlot 3/5
  2. The Prospector Syrah 3/5
  3. The Long Fuse Cabernet Sauvignon 2/5

 

Delaire

Linda e chic! Vale a visita. O dono dela é dono de parte da extração de diamantes da África do Sul. Tem spa, um restaurante com fila de reserva de 3 meses, heliporto, loja de jóias ( com muitos diamantes, claro). Você pode se hospedar lá. Fizemos as contas… uma diária lá custa 16 mil rends, uma bagatela de 4 mil reais, porém não por pessoa, e sim por apartamento, e o apartamento tem 2 quartos com cama de casal, ou seja, sai 1 mil reais por pessoa a diária, com todos os serviços do spa, todas as refeições e vinho à vontade. Caro, porem não impossível. Lá você pode fazer um passeio com carrinho de golf para conhecer a vinícola.

  1. Delaire Graff Shiraz 3/5
  2. Delaire Graff Merlot 3/5
  3. Delaire Graff Botmaskop 3/5
IMG_4997

Nosso guia fofo e simpático na Delaire

Tokara

Linda e arrumada também, tem uma varanda de vidro bem bonita e muitas roseiras ao lado da plantação. 100 rends ( cerca de 25 reais ) a degustação e eles te dão a taça de brinde.

  1. Directors reserve white 3,5/5
  2. Limited release Grenache 3/5
  3. Limited release Pinotage 3/5
  4. Directors reserve 2013 3,5/5
tokara

Videiras e roseiras na Tokara. Eu sei, minha meia estava rasgada… mas eu estava feliz demais para me preocupar com isso….

Waterford

Essa é bem bonita também mas são só três vinhos pra degustar com chocolate sendo que o ultimo é extremamente doce. Essa vale o passeio pois tem uma visita guiada na parte da produção. Bem legal!

  1. Kevin Arnold Shiraz 3/5
  2. Waterford Estate Cabernet Sauvignon 3,5/5
  3. Último, muito doce, não tomei

 

Depois de toda essa maratona nós pegamos voo para Joanesburgo e de lá alugamos um carro e fomos para Hazyview, que é a cidade mais próxima da entrada do acampamento que ficamos no Kruger. São 400km de distância, mas as estradas da África do Sul são ótimas, duplicadas, sinalizadas, com limite de velocidade de 120km/h na maior parte.

O lugar que nos hospedamos era um condomínio/ club com campos de golf. Alugamos uma casa lá por 2 noites. Esse condomínio era bem bonito, tinha uma reserva de hipopótamos e um restaurante bom. Nossa casa tinha 3 quartos, confortáveis porem o wifi era limitado a 2g por dia. Pra 5 pessoas é muito pouco.

 

Panorama Route

 

De Hazyview fizemos a Panorama Route e valeu muito a pena. Cada cenário lindo. Mais uma vez, saia cedo. As paradas são sinalizadas, são organizadinhas, mas fecham as 17h, tem estacionamento e barraquinhas com artesanato. Parte da estrada tem MUITO buraco, cuidado.

 

IMG_5546 cópia

The Pinnacle

IMG_5549 cópia

God’s Window

IMG_5690 cópia

Bourke’s Luck Potholes

IMG_5772-Recuperado

Three Rondavels

Kruger

 

O Kruger é um capítulo a parte….

Acho que demorei tanto para escrever o post porque tenho evitado de ver as fotos.

O Kruger é uma grande reserva ambiental. Dentro do parque você tem diversos hotéis / acampamentos, com estruturas e preços variados. O parque é cortado por estradas asfaltadas com limite de velocidade de 50km/h. O parque existe não para te entreter, e sim para preservar os animais. Você é apenas um coadjuvante. Os animais ficam soltos, livres, você não pode sair do carro ou colocar qualquer parte do corpo para fora, mas pode abrir os vidros. Vale muito a pena ter um carro, pois nas horas que você não estiver fazendo passeio guiado, você pode ficar rodando por lá procurando os Big Five.

Decidimos fazer dessa parte da viagem a mais roots. Ficamos acampadas.

As tendas tinham paredes de lonas mas portas de madeira. Tinham geladeira e armário e na frente de cada uma tinha uma varandinha com mesa , cadeira e uma churrasqueira, tudo bem simples. Nosso banheiro era compartilhado, mas estava sempre limpinho.

O único problema disso foi que haviam ratos, e eles entraram no quarto das meninas, e apenas por esse motivo não aconselho o acampamento. Não creio que o problema seja a tenda em si, já que os ratos entraram por baixo da porta.

O nosso acampamento apesar de simples tinha a melhor estrutura, com posto médico, restaurante, café, posto de gasolina e loja / mercadinho.

Reservei 3 passeios. Safari no sunset, safari no sunrise, e um safari a pé.

IMG_7021

IMG_7385IMG_7590 cópia

IMG_7284 cópia

O nascer do sol na savana é algo inexplicável…

IMG_7490

De dia estava muito quente, mas de manhã cedo e final da tarde fez muito frio. As pessoas costumam fazer o safari levando junto a coberta dos quartos ( todo mundo faz isso).

O safari a pé é incrível. Você e mais 7 pessoas se embrenhando na savana com o nascer do sol, acompanhados de 2 guias portando rifles velhos. É muito emocionante ouvir os bichos, seguir pegadas, ver eles de pertinho sem estar no carro. Integração total com a natureza. Experiência única que vou guardar pra sempre e que espero repetir outras vezes.

IMG_6159

Suja, descabelada, mas muito feliz!

É sério, eu poderia viver no Kruger, inclusive ja andei pesquisando e existe a possibilidade de trabalhar lá como intercambista durante algumas semanas. A paz do lugar é algo indescritível.

Saímos do Kruger e voltamos para Cape Town. Dessa vez nos hospedamos no Mojo, um hotel super moderninho, com uma decoração lindinha. Nosso quarto tinha um pé direito enorme, janelas de vidro também enormes com um mesanino. o  wifi é ótimo e no térreo do hotel é o Mojo Market, um galpão com vários quiosques com lojinhas, diversas opções de comida e alguns bares! O clima é ótimo, jovem e animado. Desvantagens… lá não tem café da manhã, o hotel não tem garagem e fica em uma rua movimentada e barulhenta, além disso, decidiram fazer uma obra as 7h da manhã.

Restaurantes / Bares

Reserve tudo com antecedência! vários restaurantes só funcionam com reserva!

  •  Mama Africa

    Super tradicional! minha dica é que você peça o prato com espetinho de carnes exóticas de entrada e um prato principal. Eu amei todas as carnes foi isso não foi unanimidade na mesa.  ( atendimento apenas com reserva)

 

  • Asoka

    Ambiente escurinho, com plantas, velas e Budas, mais perfeito impossível. arrisco a dizer que comi la uma das melhores carnes da minha vida, mas as porções são pequenas. A carta de vinhos é ótima.  ( atendimento apenas com reserva)

 

Pra quem é do rio… uma mistura de Bar da Praia com Riba, com um clima de pós praia tipo Belmonte do Leblon. Pra quem é de São Paulo é um Aragon com clima mais descontraído, praia do outro lado da rua e um por do sol incrível.

IMG_6904

Por do Sol do Cafe Caprice. Foto do meu amigo @Guilhermelfv

Acho que me matam se eu não colocar esse na lista. Eu achei gostoso, porem nada demais. Tipo um Outback! E também é franquia!

 

Se você quer jacar, por favor, apenas vá nesse lugar e saboreie cada caloria. Que hamburguer bom! A batata frita com cheddar e jalapenos vale cada caloria. Tambem é uma rede e você encontra em cada esquina.

 

Gosta de café? então você precisa ir neste lugar! Com uma decoração pirotesca que inclui a roupa dos garçons, que por sinal são SUPER simpáticos, e uma variedade de grãos… Eles moem e torram o café lá, então já deu pra imaginar o cheiro maravilhoso que tem esse lugar! Com certeza vale a visita!

 

Lista dos lugares que nos Hospedamos

 

Wi-fi 5/5

Acomodação 5/5

Tem estacionamento, ficamos em quarto privativo com banheiro, café da manhã bom.

 

Wi-fi 3/5

Acomodação 5/5

Tem estacionamento, ficamos em quarto privativo com banheiro, café da manhã bom.

 

Wi-fi 5/5

Acomodação 5/5 ( A acomodação mais chic da viagem!!)

Apartamento com 3 suites, lareira, varanda, cozinha super equipada com uma gaveta cheia de temperos, deu até vontade de cozinhar! Banheiros com shampoo, condicionador, hidratante, toalhas felpudas, dobradas com o maior carinho. Ao lado das camas, no criado mudo, a dona, uma senhora super simpática, deixou garrafinhas de agua e chocolates.

Tem estacionamento, fica super bem localizado, bem no centro de Stellenboch.

 

Wi-fi 3/5 ( tem limite de 2g por dia, pra 5 pessoas obviamente isso é muito pouco)

Acomodação 5/5

O clube de golf que eu falei! Alugamos uma casa com 3 quartos, 2 banheiros e varanda. O condomínio tem restaurante com uma comida gostosa e um preço bom. Nesse tem uma reserva de hipopótamos! Muito lindo, da pra ficar pertinho deles.

IMG_6901 cópia

Simples e barato, mas as meninas tiveram o problema com os ratos. Fechamos la também nossos passeios. O 4g funciona perfeitamente.

Eles falam que tem Wi-Fi no restaurante mas ele não funcionou em momento nenhum.

 

  • Mojo – Cape Town

O moderninho com Wi-Fi mara! Nota 5/5

Mas não esqueçam que ele não tem café da manhã ( mas tem uma cozinha simples no quarto também).

 

Aplicativos mais úteis da viagem…

 

  • Uber

Por motivos óbvios…

  • Maps.me

Conhecem esse aplicativos? Eu não conhecia! é um aplicativo de GPS ótimo que você carrega o mapa do país e ele traça rotas sem precisar de sinal! ótimo para quem não quer comprar dados quando viaja.

  • Instagram

Conheci pessoas, recebi dicas de amigos sobre vinhos, vinícolas, restaurantes, ajudei quem estava com viagem marcada. Nunca tinha feito uma viagem postando muito assim e adorei a interação!

 

Espero ter despertado em vocês a vontade de conhecer esse lugar incrível. Conheci várias pessoas viajando sozinhas, inclusive mulheres, então não tem desculpa!

Beijos amores!!

 

 

Anúncios