Dieta Low Carb

Olá amores! Tudo bem com vocês?

Começo de ano é sempre a mesma coisa né? Avaliamos os pontos positivos e negativos do ano que passou, fazemos uma listinha de metas ( viram o Stories lá no @Doutorakamila, sobre metas? posso fazer por escrito também, se vocês quiserem!), e sempre colocamos coisas como cuidar mais da saúde, perder peso, fazer mais atividade física né? Pensando nisso nosso post de hoje é sobre dieta e não poderia começar por outra, já que a Low Carb virou moda, então, vamos começar do começo.

 

O que é uma dieta Low Carb?

Primeiro eu preciso te explicar o que explico para TODOS os pacientes do consultório.

Existem três macronutrientes que são os carboidratos, as gorduras e as proteínas. Cada macronutriente tem seu papel no funcionamento do nosso organismo, sendo assim, uma dieta saudável deve conter os três! ( PORTANTO, N˜AO EXISTE ISSO DE CORTAR GORDURA OU CORTAR CARBOIDRATO, FOR FAVOR!)

A proporção de cada macronutriente na SUA dieta vai depender de vários fatores, como por exemplo seu objetivo ( emagrecimento ou ganho de massa), doenças de base que você ja apresenta (diebetes, hipertensão, hipotireoidismo, insuficiência renal), sua atividade física e etc. Além disso ainda podemos alternar as proporções por períodos, que podem ser muito curtos como dias, ou bem longos como várias semanas, fazendo o seu corpo ter que correr atras de uma nova adaptação.

Quando vou colher a história alimentar de um paciente  no consultório geralmente escuto coisas como:

  • café da manhã: dois pães de sal com margarina e café com açúcar (quando estão de dieta trocam os pães por torradas ou pão integral)
  • lanche da manhã: club social com mais café com açúcar (quando estão de dieta trocam por uma fruta ou barrinha de cereal)
  • Almoço: arroz, feijão, salada de batata, farofa e um pedacinho de carne (eles sempre frisam que é só um pedacinho e que é sem gordura) geralmente com um suco de laranja com açúcar e sobremesa.
  • Lanche da tarde: igual ao café da manhã
  • Jantar: ou é igual ao almoço ou escuto um “é no jantar que o bicho pega, doutora, porque ai eu sempre como pizza, ou hamburguer ou tomo uma cerveja com os amigos”.

Esse tipo de descrição parece familiar para vocês? porque é o que eu mais escuto na minha rotina!

O problema desse paciente não está só no jantar como ele pensa, e as vezes, nem na quantidade de calorias que ele come, muitas vezes o problema está em um desequilibrio dos macronutrientes! Ele come carboidrato o dia todo e na maioria das vezes refinado e de alto índice glicêmico, ou seja, essa pessoa ativa insulina o dia todo!

Tem gente que fica muito bem ativando insulina o dia todo! Não tem ganho de peso, não tem exames alterados, são pessoas privilegiadas que realmente podem comer o que quiserem. Mas isso não se aplica a todo mundo, e arrisco dizer, que nem a maioria das pessoas.

Quando falamos de dieta Low Carb estamos falando então de uma de uma redução na quantidade de carboidratos, uma quantidade de proteína adequada ( repare bem, eu disse adequada, dieta Low Carb não é necessariamente uma dieta hipertroteica) e um aumento na quantidade de gorduras boas!

Adianta diminuir os carboidratos e se entupir de gorduras e proteínas? Não!!

Adianta aumentar as gorduras boas e continuar ingerindo carboidratos em grandes quantidades? Não!!

Tudo é equilíbrio e esse equilíbrio tem que ser pensado e calculado de acordo com a individualidade de cada pessoa.

Uma dieta com menos de 50% dos macronutrientes destinados a carboidratos, já é uma dieta Low Carb! Então, da pra fazer sim Low Carb comendo carboidratos, e é bom que isso aconteça na maior parte do tempo!

prato-saudavel-612x330

 

Low Carb serve para todo mundo?

Já disse isso aqui uma vez,  na medicina não existe “todo”, “sempre”, “nunca”.

Procure sempre a ajuda de um profissional, deixe que ele te avalie, avalie seus exames e seus objetivos e decida qual será o caminho a ser seguido durante aquele período!

daf2c4cf529ed05e868fb2bac1cf9423_700

Low Carb é sempre Paleo?

Não! da pra fazer Low Carb colocando um monte de industrializado, mas, por mais que o objetivo seja emagrecimento, saúde vem sempre em primeiro lugar, então nada mais correto que começar a trocar a base da sua alimentação para alimentos de verdade, descascando mais e desembrulhando menos.

E vamos analisar aquele exemplo de (má) alimentação que falei que escuto muito no consultório, se essa pessoa tirar esses pães, biscoitos, sobremesa, açúcar de cada cafézinho e suco, o arroz em excesso, a farofa, e substituir por escolhas saudáveis como ovos, legumes, verduras, hortaliças, frutas, carnes, raizes como batata doce, mandioca, ela vai estar sendo muito mais saudável e provavelmente vai estar comendo menos carboidrato do que come agora?!

cobb_salad

E a cetose?

A cetose é um processo no nosso corpo que ocorre quando a quantidade de carboidratos da dieta é muito baixa. Se você pesquisar, vai encontrar que a cetose ocorre quando a ingestão de carboidratos é de cerca de 20g ao dia por alguns dias, porém esse número não é fixo! dependendo do seu organismo você chega em cetose com quantidades maiores de carboidratos.

Eu vou fazer um post a parte explicando só sobre cetose, pois é um assunto longo! O que você precisa saber por enquanto é que ela é uma estratégia nutricional, e como tal não se aplica para todo mundo nem para todos os objetivos e você precisa saber tambem que você não precisa estar em cetose para emagrecer!

Advantages-of-eating-healthy-food-2

O que comer em uma Dieta Low Carb?

Se você é uma pessoa saudável, sem comorbidades, coma comida de verdade seguindo essas dicas aqui!

Priorize legumes, verduras, hortaliças ( essa tem que ser a base da sua alimentação)

Coma raizes como batata doce, batata baroa, mandioca, mandioquinha. ( cuidado para não exagerar se você pretende emagrecer!)

Coma proteínas : ovos, carne de boi, porco, frango, peixes e frutos do mar. Se você diminuiu a quantidade total de carboidratos da dieta, você pode sim comer a gordura presente naturalmente no corte da carne que você escolher!

Use gorduras boas para preparar seus alimentos como azeite, manteiga, banha de porco, óleo de coco.

Coma frutas, mas evite sucos! Veja bem, comer 1 laranja com bagaço é muito diferente de tomar 1 copo de suco que foi feito com 5 laranjas!

Você pode priorizar frutas mais gordurosas como abacate e coco, que além de gostosas dão saciedade, ou pode consumir frutas com pouco carboidrato como morango, limão, kiwi!

receitas-mandioca-pratos-elaborados-1024x683

Todas essas fotos do post eu roubei do google mesmo, mas todas são ótimos exemplos de como uma refeição pode ser gostosa com comida de verdade e Low Carb também!

Espero ter ajudado vocês!

Beijos amores!

Dra. Kamila Teles

Anúncios

Represa de Guarapiranga

Morar em São Paulo é maravilhoso, porém a rotina de trabalho e estudos ás vezes sufoca muito.

Sinto muita falta de fazer atividades ao ar livre como fazia no Rio! Sempre que posso tento procurar alguma atividade diferente para fugir da rotina na terra da garoa. Como sei que não estou sozinha nisso, resolvi postar as minhas descobertas.

A primeira que vou postar aqui foi a minha descoberta mais recente!

Tem como fazer Stand up paddle dentro da cidade de São Paulo!!! Eu amo fazer SUP! Acho uma paz ficar em silêncio no meio da àgua, meditando, em contato com a natureza.

Apesar da represa ficar dentro da cidade, a sensação que você tem é de que viajou para outro lugar… paz tranquilidade e natureza distante apenas uns 40 min de carro.

Eu fui na Tempo Wind & Sup Club um lugar super agradável que tem além do aluguel de pranchas, oferece aulas de Wind surf, Sup e wake! Você pode chegar lá parando seu carro no começo da represa e pagando a travessia, ou indo de carro mesmo até o outro lado, dando a volta. O lugar é super bonitinho e organizado, bom para levar a família.

O aluguel é feito pela hora da prancha, pagamento à vista ou débito, tem que usar colete salva vidas e é legal você levar um cadeado para colocar suas coisas no armário, caso você vá sozinho.

DCIM180GOPRODCIM180GOPRO

Lindo né?

Nem parece São Paulo… rs

Beijos amores!!