Como ler Rótulo de Alimentos – – – ( Lista de Ingredientes )

Oie!!

Como vocês estão?

Esses dias postei no Stories do @NutrologiaEficiente ( Segue lá!! tenho postado coisas interessantes que acho de saúde, dietas, treinos e Coach por lá e deixado o @DoutoraKamila mais para os meus posts Good Vibes!) sobre a mudança na embalagem do Nesfit…

nesfit-620x330152244_1 cópia

Perceberam a diferença? Não? Pois é… só os mais atentos vão perceber…

De “feito com cereal integral” para “cereal integral, ingrediente número 1”.

Parece bobeira, mas não é.

Pra quem não sabe, existe uma lei que obriga as empresas a colocarem os ingredientes em ordem do maior para o menor.

Eu não tenho a listinha de ingredientes desse biscoito de cacau antigo, mas tenho a do Nesfit comum, que tirei do site da Nestle no ano passado para colocar nos slides em que dou essa aulinha de rótulos pros meus pacientes do consultório.

Captura de Tela 2018-02-20 às 00.00.25

Entendem a diferença? Antes eles vendiam o biscoito como integral apenas porque tinha na sua composição a farinha de trigo integral, mas só agora ela é o ingrediente principal da receita!

O rótulo mudou, mas não muito… eles obviamente querem chamar atenção dos mais atentos de que agora vendem um produto melhor, mas quem estiver distraído não vai entender que antes não estava consumindo um produto tão integral assim…

Eu quero que vocês olhem o rótulo de tudo que vocês consomem! Só assim vocês vão perceber o tanto de açúcar escondido e coisas que vocês nem sabem que existem e tem consumido sem saber!

Querem alguns exemplos?

Captura de Tela 2018-02-20 às 00.08.19Captura de Tela 2018-02-20 às 00.08.31

Você imaginava que o seu amendoim salgado, de tira gosto do final de semana tinha açúcar? Aliás, você sabia que ele tinha uma lista de ingredientes? Não era pra ser só amendoim?

Captura de Tela 2018-02-20 às 00.10.15Captura de Tela 2018-02-20 às 00.10.24

Sempre me perguntam se pode bacon na lowcarb… a questão não é se pode bacon… a questão é se isso ai é a melhor opção para você comer…

 

Captura de Tela 2018-02-20 às 00.14.11Captura de Tela 2018-02-20 às 00.14.21

 

Do que você achava que era feito hambúrguer? só de carne? e essa lista de ingredientes enorme com vários nomes complicados?

 

Captura de Tela 2018-02-20 às 07.15.40

E essa barrinha de cereal? primeiro ingrediente: Xarope de glicose, seguido de 42% de cereal, ou seja, ela tem mais de 42% de xarope de glicose!! Mas não para por ai! olha a quantidade de açúcar que ainda tem nela?!

Adianta ela ter apenas 79 kcal?

Captura de Tela 2018-02-20 às 08.18.18Captura de Tela 2018-02-20 às 08.18.37

E ai tem no seu plano alimentar um mix de castanhas, e você compra isso?!

Olha, eu não quero que você viva em uma bolha, só quero te mostrar que existem opções melhores se você tiver um pouquinho de paciência e atenção…

Você pode fazer o seu mix de oleaginosas!

Captura de Tela 2018-02-20 às 08.19.35

Você pode encontrar o bacon assim, na parte do açougue do seu supermercado… ingredientes : apenas carne de porco mesmo!

000352320_1000_787

Se não estiver disposto a fazer o seu próprio hambúrguer ( o que sai beeeeeeeeeeem mais barato ), você pode optar por opções como essa aqui…

A verdade é que cada dia somos mais pessoas conscientes e isso tem impacto na economia e na indústria. Prova disso é que ontem saiu uma matéria na Folha de São Paulo falando do prejuízo que grandes empresas estão tendo com a mudança de comportamento do consumidor, que esta mais exigente e buscando cada dia mais, coisas mais saudáveis.

Eu acho isso maravilhoso! A indústria não é ruim! Ela quer dinheiro, como todo mundo, e pela lei da oferta e da procura, como estamos mais conscientes, eles estão se reiventando, ajustando os seus produtos e cada dia fica mais fácil achar coisas práticas e saudáveis ( ou pelo menos, não tão ruins).

Viram como uma mudança de rótulo pode significar BEM mais que uma simples mudança de rótulo? Fiquem sempre atentos!

Beijos!!!

 

Dra. Kamila Teles

 

 

 

Obs: Essas informações não servem como consulta médica.

Procure seu médico para orientações específicas.

 

Anúncios

Whole 30

Olá amores, tudo bem??

Vocês já ouviram falar do Whole 30?

86163845

whole 30 é um programa nutricional criado em 2009 que preconiza o desafio de uma alimentação completamente natural por 30 dias.

Ele originalmente não é um programa de emagrecimento, apesar de na capa do livro em português ele se apresentar dessa forma, seu objetivo é bem maior que isso, acima de tudo conhecer o SEU organismo. O emagrecimento acaba acontecendo e quanto mais suja é sua alimentação normalmente, maiores são os resultados.

Você sabe como a sua alimentação influencia na sua saúde? Provavelmente você não tem a dimensão exata disso. Porque somos expostos a um tipo de alimentação durante toda a nossa vida, e por mais que a gente mude nossos hábitos sempre tendemos a fazer essas mudanças dentro do padrão alimentar que estamos habituados e temos sinais e sintomas que nos acompanham a tanto tempo que nem relacionamos a isso.

Sabe aquela crise de enxaqueca que você tem com freqüência? a constipação intestinal que te acompanha desde a infância? As crises de rinite, asma, dores articulares… Não que a alimentação seja a causa, em todos os casos disso tudo, mas o quanto a sua alimentação interfere nisso?

Pensando nisso foi criado Whole 30. São 30 dias de uma alimentação totalmente natural, sem nada de conservantes, corantes, industrializados, glúten, lactose, açúcar, bebida alcoólica e grãos… Basicamente você se alimenta de salada, carnes, castanhas, ovos, temperados com temperos naturais, bebe bastante água e observa o seu organismo. Nesse período você já pode sentir muita diferença na sua saúde mas eu ainda acho a fase seguinte a mais interessante.

Depois desses 30 dias você reintroduz esses alimentos aos poucos, um de cada vez, mantendo a dieta do Whole 30 e bebendo leite por exemplo, e observa seu corpo por um período que varia de 4 a 7 dias para você entender tudo que o leite faz de alteração no seu organismo.
Assim você tem a noção exata do que te faz bem e o que te faz mal.

A principal mudança que percebi no meu corpo foi o paladar… Coisas que eu amava, começaram a achar salgadas demais, ou doces e enjoativas demais. Depois do programa consegui perceber uma diferença absurda dos sabores. Cápsulas Nespresso que eu amava se tornaram enjoativas e o meu vinho preferido se tornou ainda mais intenso e saboroso. Eu ja sabia que gluten não me fazia bem, então foi nenhuma surpresa ter enxaquecas, distensão abdominal e mal estar quando testei ele. Lactose em excesso tambem não me cai bem, porem nada tão exagerado.

Eu acho esse programa incrível! Não é fácil de fazer porque precisa de planejamento. Não da pra comer fora, por exemplo, você precisa preparar todas as suas refeições, levar seus lanchinhos, mas os benefícios compensam MUITO, juro.

Por que eu estou postando isso agora? porque ha 3 anos eu faço algum sacrifício na quaresma, e ano passado eu escolhi o Whole 30. Apesar de ser Budista e não católica, gosto de aproveitar esse período para reflexão. Sendo assim, quando fiz o programa ano passado, ele durou mais de 40 dias e coincidiu com o período de mudança pra São Paulo e mesmo assim eu consegui!

Esse ano farei novamente, mas como já sei que consigo isso, vou acrescentar comer 1x por dia carne moída ( eu não como carne moída desde criança, e acho isso um absurdo, já que eu amo carne e é um alimento como outro qualquer) e treino pelo regrado 5x por semana (geralmente treino 4x).
O livro é super fácil de encontrar em livrarias, mas você também acha em PDF na internet. Ele tem leitura super fácil e da pra terminar tranquilamente até a quarta feira de cinzas!!
E ai? Quem vem comigo??
Beijos amores!!

Dra. Kamila Teles

 

Obs: Essas informações não servem como consulta médica.

Procure seu médico para orientações específicas.

Dieta Low Carb

Olá amores! Tudo bem com vocês?

Começo de ano é sempre a mesma coisa né? Avaliamos os pontos positivos e negativos do ano que passou, fazemos uma listinha de metas ( viram o Stories lá no @Doutorakamila, sobre metas? posso fazer por escrito também, se vocês quiserem!), e sempre colocamos coisas como cuidar mais da saúde, perder peso, fazer mais atividade física né? Pensando nisso nosso post de hoje é sobre dieta e não poderia começar por outra, já que a Low Carb virou moda, então, vamos começar do começo.

 

O que é uma dieta Low Carb?

Primeiro eu preciso te explicar o que explico para TODOS os pacientes do consultório.

Existem três macronutrientes que são os carboidratos, as gorduras e as proteínas. Cada macronutriente tem seu papel no funcionamento do nosso organismo, sendo assim, uma dieta saudável deve conter os três! ( PORTANTO, N˜AO EXISTE ISSO DE CORTAR GORDURA OU CORTAR CARBOIDRATO, FOR FAVOR!)

A proporção de cada macronutriente na SUA dieta vai depender de vários fatores, como por exemplo seu objetivo ( emagrecimento ou ganho de massa), doenças de base que você ja apresenta (diebetes, hipertensão, hipotireoidismo, insuficiência renal), sua atividade física e etc. Além disso ainda podemos alternar as proporções por períodos, que podem ser muito curtos como dias, ou bem longos como várias semanas, fazendo o seu corpo ter que correr atras de uma nova adaptação.

Quando vou colher a história alimentar de um paciente  no consultório geralmente escuto coisas como:

  • café da manhã: dois pães de sal com margarina e café com açúcar (quando estão de dieta trocam os pães por torradas ou pão integral)
  • lanche da manhã: club social com mais café com açúcar (quando estão de dieta trocam por uma fruta ou barrinha de cereal)
  • Almoço: arroz, feijão, salada de batata, farofa e um pedacinho de carne (eles sempre frisam que é só um pedacinho e que é sem gordura) geralmente com um suco de laranja com açúcar e sobremesa.
  • Lanche da tarde: igual ao café da manhã
  • Jantar: ou é igual ao almoço ou escuto um “é no jantar que o bicho pega, doutora, porque ai eu sempre como pizza, ou hamburguer ou tomo uma cerveja com os amigos”.

Esse tipo de descrição parece familiar para vocês? porque é o que eu mais escuto na minha rotina!

O problema desse paciente não está só no jantar como ele pensa, e as vezes, nem na quantidade de calorias que ele come, muitas vezes o problema está em um desequilibrio dos macronutrientes! Ele come carboidrato o dia todo e na maioria das vezes refinado e de alto índice glicêmico, ou seja, essa pessoa ativa insulina o dia todo!

Tem gente que fica muito bem ativando insulina o dia todo! Não tem ganho de peso, não tem exames alterados, são pessoas privilegiadas que realmente podem comer o que quiserem. Mas isso não se aplica a todo mundo, e arrisco dizer, que nem a maioria das pessoas.

Quando falamos de dieta Low Carb estamos falando então de uma de uma redução na quantidade de carboidratos, uma quantidade de proteína adequada ( repare bem, eu disse adequada, dieta Low Carb não é necessariamente uma dieta hipertroteica) e um aumento na quantidade de gorduras boas!

Adianta diminuir os carboidratos e se entupir de gorduras e proteínas? Não!!

Adianta aumentar as gorduras boas e continuar ingerindo carboidratos em grandes quantidades? Não!!

Tudo é equilíbrio e esse equilíbrio tem que ser pensado e calculado de acordo com a individualidade de cada pessoa.

Uma dieta com menos de 50% dos macronutrientes destinados a carboidratos, já é uma dieta Low Carb! Então, da pra fazer sim Low Carb comendo carboidratos, e é bom que isso aconteça na maior parte do tempo!

prato-saudavel-612x330

 

Low Carb serve para todo mundo?

Já disse isso aqui uma vez,  na medicina não existe “todo”, “sempre”, “nunca”.

Procure sempre a ajuda de um profissional, deixe que ele te avalie, avalie seus exames e seus objetivos e decida qual será o caminho a ser seguido durante aquele período!

daf2c4cf529ed05e868fb2bac1cf9423_700

Low Carb é sempre Paleo?

Não! da pra fazer Low Carb colocando um monte de industrializado, mas, por mais que o objetivo seja emagrecimento, saúde vem sempre em primeiro lugar, então nada mais correto que começar a trocar a base da sua alimentação para alimentos de verdade, descascando mais e desembrulhando menos.

E vamos analisar aquele exemplo de (má) alimentação que falei que escuto muito no consultório, se essa pessoa tirar esses pães, biscoitos, sobremesa, açúcar de cada cafézinho e suco, o arroz em excesso, a farofa, e substituir por escolhas saudáveis como ovos, legumes, verduras, hortaliças, frutas, carnes, raizes como batata doce, mandioca, ela vai estar sendo muito mais saudável e provavelmente vai estar comendo menos carboidrato do que come agora?!

cobb_salad

E a cetose?

A cetose é um processo no nosso corpo que ocorre quando a quantidade de carboidratos da dieta é muito baixa. Se você pesquisar, vai encontrar que a cetose ocorre quando a ingestão de carboidratos é de cerca de 20g ao dia por alguns dias, porém esse número não é fixo! dependendo do seu organismo você chega em cetose com quantidades maiores de carboidratos.

Eu vou fazer um post a parte explicando só sobre cetose, pois é um assunto longo! O que você precisa saber por enquanto é que ela é uma estratégia nutricional, e como tal não se aplica para todo mundo nem para todos os objetivos e você precisa saber tambem que você não precisa estar em cetose para emagrecer!

Advantages-of-eating-healthy-food-2

O que comer em uma Dieta Low Carb?

Se você é uma pessoa saudável, sem comorbidades, coma comida de verdade seguindo essas dicas aqui!

Priorize legumes, verduras, hortaliças ( essa tem que ser a base da sua alimentação)

Coma raizes como batata doce, batata baroa, mandioca, mandioquinha. ( cuidado para não exagerar se você pretende emagrecer!)

Coma proteínas : ovos, carne de boi, porco, frango, peixes e frutos do mar. Se você diminuiu a quantidade total de carboidratos da dieta, você pode sim comer a gordura presente naturalmente no corte da carne que você escolher!

Use gorduras boas para preparar seus alimentos como azeite, manteiga, banha de porco, óleo de coco.

Coma frutas, mas evite sucos! Veja bem, comer 1 laranja com bagaço é muito diferente de tomar 1 copo de suco que foi feito com 5 laranjas!

Você pode priorizar frutas mais gordurosas como abacate e coco, que além de gostosas dão saciedade, ou pode consumir frutas com pouco carboidrato como morango, limão, kiwi!

receitas-mandioca-pratos-elaborados-1024x683

Todas essas fotos do post eu roubei do google mesmo, mas todas são ótimos exemplos de como uma refeição pode ser gostosa com comida de verdade e Low Carb também!

Espero ter ajudado vocês!

Beijos amores!

Dra. Kamila Teles

Conace – 1˚ Congresso Nacional da Corrida do Emagrecimento

Oie!

Esse mês teremos muitas novidades, dentre elas o CONACE!

Lembram que eu prometi falar mais do estudo PURE?

Então, eu fui convidada a palestrar no CONACE, um congresso inteiramente on-line e gratuito que vai ocorrer dos dias 2 a 8 de outubro!

Como o estudo tinha acabado de sair, esse foi o tema que escolhi para minha palestra, que gravei com muito carinho pra vocês!

IMG_1801

 

O mais legal é contar para vocês de onde surgiu a ideia do congresso…

A Tamiles Machado, mora no Rio, e estava acima do peso. Há 10 meses, suas amigas fizeram uma aposta de que ela não conseguiria emagrecer. Ela não só conseguiu emagrecer, como começou a motivar sua comunidade e hoje o pátio da igreja do bairro está pequeno para todas elas se exercitarem.

Assim elas tiveram a idéia de reunir especialistas para falar sobre emagrecimento e motivar não só a comunidade como pessoas de todo Brasil!

Eu me encantei com a história ( adoro histórias ) e fiquei muito feliz de participar e contribuir com o projeto!

Convido vocês a se inscreverem no Link abaixo e participarem das palestras!

www.corridadoemagrecimento.com.br/?ref=J6592352I&_ga=2.90515032.316609695.1506901733-1832232499.1503168615

A minha palestra será no dia 04/10 as 10:00h!!

Depois quero saber a opinião de vocês!

Beijos!!

 

 

 

Matéria na Revista Dieta Já

Olá amores, tudo bem?

Saiu na edição 268 da Revista Dieta Já uma matéria comigo ( !!!!!! ) ( =DD ) , em que eu explico tudo sobre a Dieta Paleolítica!

A matéria ainda não está disponível on-line, mas eu tirei foto da revista pra vocês. =D

 

IMG_1684IMG_1685

Tem mais coisas na matéria, inclusive uma sugestão de cardápio montado por uma Nutri!

Espero que vocês leiam a matéria toda e gostem! Fiz com carinho!

Beijos!!

 

Dra. Kamila Teles

 

Obs: Essas informações não servem como consulta médica.

Procure seu médico para orientações específicas.

 

Exames Laboratoriais

Oi amores, tudo bem?

 

O tema desse post é de extrema importância. Entendendo essa parte do assunto, você vai ter a dimensão de como a abordagem da Medicina Integrativa difere da abordagem tradicional.

 

Umas das frases mais ditas durante a graduação de medicina é:

“A clínica é soberana”.

Depois que nos formamos temos que lidar com uma realidade totalmente diferente. Todo o sistema de saúde nos obriga a atender cada vez mais pacientes em um curto espaço de tempo, isso acaba prejudicando nossa sensibilidade em relação às queixas dos nossos pacientes, nosso tempo pra um exame físico completo fica escasso, isso tudo somado a uma rotina pesada e aos inúmeros pacientes simulando doenças para ganhar um atestado ( quem já foi ao pronto socorro em uma segunda feira e depois em um dia de feriado, sabe a diferença gritante no número de pacientes aguardando).

O que acontece é que cada vez esses fatores vão deixando o atendimento mais mecanizado e racional. O paciente já chega com a queixa e todas as possibilidades de diagnóstico que ele pesquisou no Google e, muitas vezes, exige exames, que sabemos que são desnecessários, mas nos sentimos coagidos a pedir.

O resultado disso tudo é que o exame físico e o raciocínio médico, que são coisas subjetivas, passam a ser menosprezado pelos  pacientes. Ele não entende que o diagnóstico é feito por um processo de raciocínio trabalhado por 6 anos durante a faculdade em que cruzamos dados clínicos, com exame físico e, quando necessário, exames COMPLEMENTARES, que podem ser laboratoriais, radiológicos entre outros.

O paciente quer algo palpável e os exames dão isso a ele.

O que o paciente nunca parou para pensar é: Baseado em que, esse exame está dando esse valor como um valor normal? De onde eles tiraram os valores de referência dos exames laboratoriais?

E é justamente sobre isso que vou falar.

 

Curva de Gauss

 

Voltando ao Ensino Médio, quem lembra dessa figura?

Captura de Tela 2017-07-20 às 14.03.16

Queria lembrar a você, caro leitor, que tudo que você fez questão de aprender apenas para passar na prova, um dia a vida irá te cobrar e você terá que reestudar!

Essa curva é a famosa Curva de Gauss. O matemático Gauss inventou essa função e colocou ela na forma de gráfico para avaliar em estatística, a função normal.

Quero que você atente que a palavra “normal” usada na matemática tem significado de “comum” enquanto na medicina ela é usada como sinônimo de “saudável”.

Pois bem, esclarecido isso, vou te contar como o seu laboratório de escolha coloca um número como normal ( comum ) no valor de referência.

Vou usar como referência, por exemplo, o valor da Hemoglobina.

Ele pega uma quantidade X de pessoas e dosa a hemoglobina de todo mundo e coloca nessa forma estatística de avaliar os valores. Dependendo do parâmetro, eles ainda separam por sexo, por idade, ou por fase do ciclo menstrual ( no caso de alguns hormônios), porém eles não têm como separar todas as variáveis possíveis e dentro dessa população encontramos pessoas de todos os tipos, saudáveis ou não, com variados estilos de vida, hábitos alimentares, tendências genéticas e etc.

Quando o seu resultado vem “normal” isso só quer dizer que você tem um resultado comum a 95% da população, mas isso em hipótese nenhuma diz se você está saudável ou doente.

Se nós estivéssemos avaliando exames laboratoriais de acordo apenas com esse valor “normal”, nós estaríamos pedindo exames sempre pra descobrir quem são os 5% “anormais” da população ( 2,5 para mais ou para menos). Entende o quanto isso é absurdo?

 

Então não devo colher exames?

 

A questão não é que você não deva colher exames. Aliás, na Nutrologia e na Medicina Integrativa, pede-se muitos exames. A questão é que não ficamos presos a valores de referência e cruzamos os dados dos parâmetros para entender melhor sua condição no momento. Não adianta, gente. Medicina não é matemática e não é analisando e generalizando números fixos que se dá um diagnostico de saúde ou de doença e se traça uma conduta.

Um dos conceitos interessantes que aprendi após a faculdade foi o de analisar os exames pelo aspecto dos quartis.

Tudo que é bom e faz bem deve estar no quartil superior, perto do limite máximo do valor de referência, e tudo que é ruim ou prejudicial deve estar zerado ou o mais próximo possível do valor mínimo de referência. Com isso eu tento minimizar discrepâncias, porém ainda não é algo que vá funcionar para TODOS os pacientes.

Por isso a consulta é demorada, por isso não tem como você me mandar seus exames por e-mail e perguntar se está tudo bem, sem eu ter feito uma anamnese e um exame físico ( aliás, isso é proibido, ok?).

E lembram do post da Vitamina D?

Muita gente me perguntou quais os níveis ideais.

Varia de acordo com cada laboratório mas geralmente vem assim:

– Deficiência <20 nmol/L

– Insuficiência 21-29 nmol/L

– Valores normais 30 a 100 nmol/L

Mas pensando em Medicina Integrativa e prevenção de doenças?

De 82 a 100 nmol/L

Viram a diferença?

“Não é sinal de saúde estar ajustado a uma sociedade profundamente doente”.

 

Eu não pretendo com esse espaço dar todas as respostas, até porque em ciência nada é definitivo. Eu quero estimular questionamentos, porque só questionando a gente aprende e evolui.

Beijos

Dra. Kamila Teles

 

OBS: Essas informações não servem como consulta médica.

Procure seu médico para orientações específicas.

Quando Devemos Ter Cuidado Com a Exposição Solar?

No ultimo post falei da controvérsia do uso de fotoprotetores. Na verdade quando falamos isso estamos nos referindo ao uso diário de altos fatores de proteção que são recomendados para TODO mundo.

Devemos entender que é muito complicado para uma sociedade médica e para o governo emitirem um comunicado de saúde abrangendo toda uma população, porque como conversamos cada organismo é único e deveria ser avaliado individualmente.

Mas eles tem que dar um parecer, né? E o sol queima. E câncer mata. E baixa de vitamina D não tem uma consequência imediata e visível assim, entendem?

É difícil dar uma recomendação geral pedindo equilíbrio, pois “pouco tempo” é uma coisa relativa. Então é mais prudente que você oriente então a todos que não se exponham ao sol e que usem proteção quando o fazem.

Toda pele é fotossensível, já que a radiação UV é absorvida e leva a reações visíveis ou não visíveis, temporárias ou permanentes.

Mas quando a exposição solar não é uma questão negociável e TEM ser evitada e que o protetor solar DEVE ser usado, sem discussão?

 

  • Se você foi diagnosticado com alguma Fotodermatose ( doenças que são desencadeadas pela exposição solar ). São elas:

 

Erupção polimórfica solar (fotodermatose mais comum)

Prurigo actínico

Hidroa vaciniforme (rara)

Dermatite actínica crônica

Urticaria solar

Xeroderma pigmentoso (hereditária)

Síndrome de Cackayne ( hereditária)

Síndrome de sensibilidade ao UV (hereditária)

Síndrome de Bloom (hereditária)

Síndrome de Rothmund – Thomson (hereditária)

Síndrome de Kindler (hereditária)

 

  • Se você foi diagnosticado com alguma doença que pode piorar com a exposição solar como Lupus, Dermatomiosite, Eritema multiforme, Pitiríase rubra pilar e etc.
  • Se você tem Melasma ou Rosácea.
  • Se você está fazendo algum tratamento estético dermatológico com uso de ácidos, laser e etc.
  • Se você tem histórico pessoal ou familiar de câncer de pele.
  • Se você, por qualquer motivo, fica muitas horas exposto ao sol.

 

Lembrando que algumas doenças que pioram com o sol também podem melhorar com ele, outras doenças são contra indicação relativa, como a Acne Vulgar, que apesar de piorar após exposição ao solar, dependendo da intensidade das lesões, não seria uma contra indicação absoluta para orientar que a pessoa fuja do sol.

Outra questão que deve ser lembrada é que como não temos certeza de qual radiação ( UVA ou UVB ) é responsável pelo Melanoma, quando for escolher um fotoprotetor, sempre conferir no rótulo se há proteção para as duas radiações.

 

Espero ter esclarecido as dúvidas que vocês me mandaram!

A outra parte das dúvidas foram a respeito da Vitamina D!

Vou falar mais sobre ela em um post separado!

 

Beijos!!

 

OBS: Essas informações não servem como consulta medica.

Procure seu médico para orientações específicas.

 

A Controvérsia dos Fotoprotetores

Oi amores, tudo bem?

Estudando novamente o capítulo de fotoproteção do Bolognia (livro de referência na dermatologia) fiquei surpresa (e feliz) que muita coisa escrita no livro eu escuto repetidamente na Pós do Lair Ribeiro de Nutroendocrinologia, pós essa que é um tanto quanto controversa e criticada pelos céticos de plantão.

Coloquei a foto do livro com algumas partes grifadas para vocês entenderem ao que me refiro.

Melanoma

O que acontece é que medicina não é ciência exata. Como podem perceber, há pesquisadores que acreditam que o UVA é o raio solar responsável pelas mutações que levam ao melanoma, enquanto há pesquisadores que salientam a importância do UVB.

 

OK, Kamila, mas qual a importância disso?

Simples!

– A maior parte dos fotoproterores tem proteção contra o UVB e não contra o UVA.

– O UVB é o que causa o eritema ( a vermelhidão na pele) então quando falamos da escala FPS estamos falando que por exemplo uma pessoa que passa a quantidade adequada de um fotoprotetor de FPS 20, pode se expor por um tempo 20x maior ao sol para provocar um eritema de uma pessoa que se expôs sem o fotoprotetor.

– Não temos um marcador absoluto assim para o UVA.

– Praticamente todo o UVB e UVC que chegam a terra, são absorvidos pelo O2, e assim mais de 95% da radiação que chega na terra fica por conta do UVA.

– ´E o UVB o responsável pela produção da Vitamina D na pele.

– A Vitamina D possui receptores em grande parte das células do corpo e possui funções que vão além das popularmente conhecidas ( Usada no tratamento de osteoporose pois influencia no metabolismo do Cálcio), mas também tem papel importante na modulação de genes, influenciando na nossa imunidade e como mesmo diz o livro na diminuição de chance de neoplasias.

 

Bom para tentar entender um pouco mais, vamos esclarecer algumas coisas?

 

O sol emite radiação UV e nós dividimos essa radiação em três grandes grupos:

  • UVC :200 a 290nm
  • UVB: 290 a 315nm
  • UVA: 315 a 400nm ( o UVA ainda é subdividido em UVA1 e UVA2 )

 

O UVC praticamente não chega na terra então vamos abstraí-lo .

O UVB tem sua incidência aumentada durante o verão e naqueles horários do dia que sempre recomendam que a gente não se exponha ao sol ( de 10h as 16h). Ele penetra mais superficialmente na pele e é responsável pelas queimaduras solares. Ele esta relacionado ao câncer de pele NãO melanoma, como carcinomas basocelular e espinocelulares.

Câncer de pele do tipo não melanoma, são os mais comuns tumores malignos no Brasil e os de mais baixa taxa de mortalidade, além disso possuem altos percentuais de cura, se detectados precocemente. (SIC INCA)

O UVA tem sua incidência constante no verão e no inverno e também ao longo do dia. “Penetra profundamente na pele e suprime o sistema imune, sendo a principal responsável pelo fotoenvelhecimento. Tem importante participação nas fotoalergias e também predispõe a pele ao surgimento de câncer.” (SIC SBD)

Além disso ele passa por vidros…

 

Captura de Tela 2017-06-28 às 11.24.45

Aquela foto clássica do caminhoneiro que durante anos ficou exposto ao sol pelo vidro.

 

Sobre a vitamina D e sua importância…

 

Vitamina é todo composto orgânico que nosso corpo não produz e temos de conseguir da natureza. Quando a vitamina D foi descoberta, foi encontrada no óleo de peixe e chamada de vitamina. Depois de muitos anos perceberam que sua estrutura molecular era de um hormônio esteroidal e além disso que era produzida no nosso corpo. Ela foi então trocada de categoria na farmacologia porém o nome popular se manteve.

Então podemos conseguir vitamina D através da dieta? Sim, ingerindo peixes gordurosos de águas frias e profundas e acredite… Não são esses que encontramos hoje em dia nos supermercados ( realmente não serve o criado em cativeiro).

Uma outra fonte dietética de vitamina D é o ergosterol (vitamina D2), proveniente de alimentos vegetais, em especial fungos. O Problema? A fração D2 possui da metade a um terço do poder para se transformar na forma ativa de vitamina D, complicado né?

Qual seria então a forma mais eficiente de sintetizar esse hormônio? Através do sol e mais precisamente do UVB (aquele que causa a queimadura e que esta mais presente no verão e no meio do dia, lembra?)

 

Um pouco de fisiopatologia S2

 

Captura de Tela 2017-06-28 às 11.34.18

 

Essa 1-α-hidroxilase (que é regulada pelo paratormônio) esta presente em células de diversos tecidos do corpo.

Para realmente exercer sua função a forma ativa tem que se ligar a um receptor de membrana VDR que esta presente em praticamente todas as células do nosso corpo e parece participar de maneira direta ou indireta, da regulação de expressão dos nossos genes.

 

Funções da Vitamina D…

 

  • Regula a absorção de cálcio e fósforo no intestino e a reabsorção dos mesmos nos rins, mantendo níveis adequados para a manutenção óssea.
  • Atua também na regulação da atividade de osteoblastos e osteoclastos (células responsáveis por formar e degradar os ossos, fazendo sua regeneração e manutenção.
  • Papel regulatório em várias células do sistema imunológico: CD4+, CD8+, linfócitos T e células apresentadoras de antígenos.
  • Atua também na modulação da autoimunidade, mantendo equilíbrio entre as respostas Th1 (celular) e Th2 (humoral). Lembrando que um desequilíbrio dessas respostas esta implicado na fisiopatologia de doenças alérgicas e infecciosas.
  • Modulação da ativação dos genes responsáveis por diferenciação, multiplicação e apoptose celular, e níveis baixos de vitamina D estariam relacionados a desregulação desses processos, promovendo proliferação celular e inibindo a apoptose ( morte celular programada e fisiológica), e isso explica a associação entre esse níveis baixos e o risco aumentado para desenvolvimento de câncer.
  • Essa função de regulação de crescimento celular pode ser extrapolada para tecidos de outros órgãos como coração, tecido músculo esquelético, gônadas, rins e cérebro. Se você tem um bom controle de regeneração celular, você tem tecidos saudáveis para exercer suas funções, concordam?

 

O fato é que todos queremos os benefícios do Hormônio D, certo?

Mas pra uma produção fisiológica vamos de encontro a todas as recomendações atuais. Vamos ter que nos expor ao sol sem proteção, entre as 10 e as 16h, de preferência no verão.

Contraditório, né?

Acredito que tudo na vida é uma questão de equilíbrio. E tudo em excesso faz mal. Tudo mesmo, até água. Então vamos com calma.

Obvio que não é para ficar no sol a ponto de uma vermelhidão na pele, mas também não é preciso fazer parte dessa ditadura de que devemos sair de casa no inverno com protetor solar de fator alto e roupas com proteção UV.

Se você é uma pessoa saudável, sem histórico de câncer de pele e que leva uma vida comum das grandes cidades de acordar de manhã, ir para o seu trabalho e só sair no final do dia, provavelmente você esta com deficiência de vitamina D, e provavelmente um protetor solar de alto fator de proteção de uso diário é um exagero.

Não tem jeito, cada caso é um caso, cada pele é de um jeito, cada organismo é único e isso precisa ser avaliado. Na medicina não há NUNCA nem SEMPRE. Fuja sempre dos extremos e seja feliz!

 

Beijos

 

Dra. Kamila Teles

 

 

OBS: Essas informações não servem como consulta medica.

Procure seu médico para orientações específicas.

 

Referências:

  • Bolognia, Jean L./ Jorizzo, Joseph L./ Rapini, Ronald P. – Editora Elsevier –  2ª edição 2010
  • Paniz, Clóvis, et al. “Fisiopatologia da deficiência de vitamina B12 e seu diagnóstico laboratorial.” J Bras Patol Med Lab 41.5 (2005): 323-34.
  • Marques, Cláudia Diniz Lopes, et al. “A importância dos níveis de vitamina D nas doenças autoimunes.” Rev Bras Reumatol 50.1 (2010): 67-80.

Olá

Para que_MG_2197m não me conhece sou Kamila Teles.

Sou Médica, pós graduada em Dermatologia, trabalho com modulação hormonal e estou cursando Nutrologia e Nutroendocrinologia.

Sempre sonhei em ser médica! Mas esse sonho incluía ajudar o maior numero de pessoas transformando positivamente a vida delas. O que aconteceu na verdade foi que os anos passaram e o meu sonho foi engolido por uma rotina pesada de plantões e especializações e eu senti que não estava cumprindo a minha missão.

A ideia de ter esse espaço surgiu da minha necessidade de reunir informações de qualidade, sobre aspectos que envolvam saúde e bem estar, de uma maneira fácil e acessível para que possa chegar a mais pessoas.

Eu acredito na medicina que transforma vidas, previne doenças, melhora qualidade de vida, levando a uma longevidade saudável.

E acredito que isso pode ser feito ultrapassando as paredes dos consultórios e hospitais e unindo profissionais de todas as áreas da saúde.

Conhecimento dividido na verdade é conhecimento multiplicado, não é mesmo?

Espero contribuir de alguma forma e usar esse espaço para troca de experiências e conhecimentos.

Aliviar a dor é obra divina.”

Hipócrates

Beijos!!